Jorge Amado – Sempre existiu uma razão para eu escrever

“Não escrevi meu primeiro livro, pensando em ficar famoso. Escrevi, pela necessidade de expressar o que sentia.”

Jorge Amado / Fonte: Fundação Jorge Amado