16 de julho – Elizeth Cardoso e Mariana (MG) – 2017

☺ CAPA • Elizeth Cardoso 97 Anos

▒ CIDADE • Mariana (MG) 321 Anos

▒ NASCIMENTOS • Clara de Assis • Ginger Rogers • Laerte Morrone • Bolinha • Arthur M. Lima • Desmond Dekker • Margaret S. Court • Juarez Soares • Reinaldo Arenas • Mayana Zatz • Rubén Blades • Phoebe Cates • Will Ferrell • Larry Sanger • Corona • Ana Paula Arósio

▒ FALECIMENTOS • Oduvaldo Vianna F. • John F. Kennedy Jr. • Johnny Winter • Armando Marques • Alcides Ghiggia

1 ▒ POSTER e VÍDEOS

GALERIA de VÍDEOS
Principais Vídeos da WEB publicados no Acontecimentos do Dia e outras WEB TVs da Rede Sampaio

2 ▒ NASCIMENTOS

Ginger Rogers e Fred Astaire.

1194Clara de Assis ▒ Clara de Assis, em italiano Santa Chiara d’Assisi, nascida Chiara d’Offreducci (Assis, 16 de julhode 1193 — Assis, 11 de agosto de 1253), foi a fundadora do ramo feminino da ordem franciscana, a chamada Ordem de Santa Clara (ou Ordem das Clarissas). Ao deparar-se com a pobreza evangélica vivida por São Francisco de Assis, foi tomada pela irresistível tendência religiosa de segui- lo.


1911Ginger Rogers ▒ Virginia Katherine McMath (nome artístico: Ginger Rogers; Independence, 16 de julho de 1911 — Rancho Mirage, 25 de abril de 1995), foi uma atriz, dançarina e cantora, do cinema e do teatro norte-americano. Conheceu Fred Astaire na década de 1930 e com ele fez dez filmes musicais, tornando-se uma das suas mais célebres parceiras. Em 1941, ela recebeu um Óscar de Melhor Atriz pelo seu papel em Kitty Foyle.


1932Laerte Morrone ▒ Laerte Morrone (São Paulo, 16 de julho de 1932 — São Paulo, 4 de abril de 2005) foi um ator brasileiro. Começa uma carreira de sucesso no teatro e depois na televisão, nos anos setenta. Foi o primeiro intérprete do personagem Garibaldo na versão brasileira de Vila Sésamo.


1936Edson Cury ▒ Édson Cabariti (Santos, 16 de julho de 1936 – São Paulo, 1 de julho de 1998), mais conhecido artisticamente como Bolinha, foi um radialista e apresentador brasileiro de televisão. Tornou-se célebre como o apresentador do programa Clube do Bolinha, o qual ficou no ar durante 20 anos na TV Bandeirantes entre 1974 e 1994.


1940Arthur Moreira Lima ▒ Arthur Moreira Lima Jr. (Rio de Janeiro, 16 de julho de 1940) é um pianista erudito brasileiro. Aos oito, tocou um concerto de Mozart com a Orquestra Sinfônica Brasileira. Seus mestres foram Lúcia Branco (Rio de Janeiro), Marguerite Long (Paris) e Rudolf Kehrer (Conservatório Tchaikovsky de Moscou)[2].


1941Desmond Dekker ▒ Desmond Dekker, nome artístico de Desmond Adolphus Dacres (Kingston, 16 de julho de 1941 — Surrey, 25 de maio de 2006), foi um cantor e compositor jamaicano de ska e reggae. Foi o primeiro artista jamaicano a ser considerado uma lenda do reggae.


1942Margaret Smith Court ▒ Margaret Jean Court, também conhecida como Margaret Smith Court (nome após seu casamento, em 1967) ou simplesmente Margaret Court AO MBE (Albury, 16 de julho de 1942), considerada por alguns a maior tenista de todos os tempos, é uma ex-tenista da Austrália. Em 1970, ela se tornou a primeira mulher na Era Open a vencer todos os quatro títulos individuais dos torneios do Grand Slam no mesmo ano. Court venceu um número recorde de 24 títulos individuais de Grand Slams, mais do que qualquer outro tenista – homem ou mulher – no tênis (Serena Williams é a segunda com 23 e Steffi Graf é a terceira com 22 títulos individuais de Grand Slams).


1942Juarez Soares ▒ Juarez Soares Moreira (São José dos Campos, 16 de julho de 1941), também conhecido pelo apelido de China, é um político e jornalista esportivo brasileiro. Atuou como repórter na Rede Globo na década de 1970 até o início dos anos 80. Trabalhou muito tempo na TV Bandeirantes, na equipe de Luciano do Valle.

1943Reinaldo Arenas ▒ Reinaldo Arenas (Holguín, 16 de Julho de 1943Nova Iorque, 7 de Dezembro de 1990) foi um escritor cubano de poesia, novelas e teatro. Era assumidamente homossexual e passou grande parte da sua vida combatendo o regime comunista e a política de Fidel Castro. Em 2000, estreou a versão cinematográfica da sua autobiografia, tendo Javier Bardem no papel do escritor.


1947Mayana Zatz ▒ Mayana Zatz (Tel Aviv, 16 de julho de 1947) é uma bióloga molecular e geneticista brasileira, professora do Departamento de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. Exerceu o cargo de pró- reitora de pesquisa da USP de 2005 a 2009. Pesquisadora em genética humana, com contribuições principalmente no campo de doenças neuromusculares (distrofias musculares, paraplegias espásticas, esclerose lateral amiotrófica) em que é pioneira, atualmente seu laboratório do Genoma Humano da USP também realiza relevantes pesquisas no campo de células-tronco. Até julho de 2007, publicou 280 trabalhos científicos[1].


1948Rubén Blades ▒ Rubén Blades Bellido de Luna (Cidade do Panamá, 16 de julho de 1948) é um cantor, compositor, músico, ator, advogado e político panamenho que desenvolveu a maior parte de sua carreira nos Estados Unidos.[1] Seu estilo musical é classificado como salsa intelectual. Em 1994 participou das eleições presidenciais de seu país, nas quais alcançou o terceiro lugar, com vinte por cento dos votos.


1963Phoebe Cates ▒ Phoebe Belle Cates (Nova York, 16 de julho de 1963) é uma atriz estadunidense famosa por papéis em filmes como: Paradise , Gremlins e Gremlins 2: A Nova Geração, Picardias Estudantise Uma Escola Especial… para Garotas.


1967Will Ferrell ▒ John William Ferrell mais conhecido como Will Ferrell (Irvine, 16 de Julho de 1967) é um ator e comediante norte-americano. Will Ferrell ganhou fama ao atuar no programa de comédia Saturday Night Live, da rede NBC, e, mais tarde em filmes como Zoolander (2001), Elf (2003) e The Other Guys (2010).


1968Larry Sanger ▒ Lawrence Mark “Larry” Sanger (Bellevue, Washington, 16 de julho de 1968) é co-fundador, junto com Jimmy Wales, do projeto livre Wikipédia, em 2001. É um filósofo, com doutorado em filosofia pela Ohio State University. Sanger supervisionou o projeto da Wikipédia, deu- lhe o nome e formulou muita de sua política original. Em 2002, deixou a Wikipédia e tornou-se um crítico da mesma.


1968Corona ▒ Olga Maria de Souza (Rio de Janeiro, 16 de julho de 1968) é uma cantora brasileira. Corona é seu nome artístico, e como se tornou conhecida no mundo inteiro por ser a dona da voz da música “The Rhythm of The Night“, hit mundial dos anos 90.


1975Ana Paula Arósio ▒ Ana Paula Arósio (São Paulo, 16 de julho de 1975) é uma ex-atriz e ex- modelo brasileira. Seu primeiro trabalho como atriz exclusiva da TV Globo aconteceu no ano seguinte, em Terra Nostra, de 1999. Sua primeira telenovela contemporânea veio em 2006, com Páginas da Vida‘, como Olivia, uma das protagonistas da trama.

Ana Paula Arósio

3 ▒ CAPA do DIA

Elizeth Cardoso

97 Anos

Elizeth Moreira Cardoso (Rio de Janeiro, 16 de julho de 19207 de maio de 1990) foi uma cantora brasileira.

Conhecida como A Divina, Elizeth é considerada uma das maiores intérpretes da música brasileira, além de um das mais talentosas cantoras de todos os tempos, reverenciada pelo público e pela crítica nacional e internacional.[1]

Biografia

Elizeth Moreira Cardoso nasceu na rua Ceará nº 05, no subúrbio de São Francisco Xavier, próximo ao Morro da Mangueira.

Oriunda de uma família humilde, tinha o sonho de ser artista, e era levada pelo pai para cantar pelos bairros da zona norte carioca, cobrando ingresso (10 tostões) das outras crianças para ouvi-la cantar os sucessos de Vicente Celestino.

O pai, Jaime Moreira Cardoso, era seresteiro e tocava violão, e levava a filha em suas apresentações. A mãe de Elizeth, Maria José Pilar, era dona de casa e gostava de cantar. Elizeth possuía cinco irmãos: Jaimira, Enedina, Nininha, Diva e Antônio.

A família frequentava casa de sambas e festivais de música popular na cidade, além de conviver com grandes músicos na casa de Tia Ciata, amiga de seus pais e de seus tios Ivone e Pedro.

Quando criança, também colocava em prática seu lado escritora e atriz, e costumava escrever peças e organizar teatros para as crianças da vizinhança, e sempre tendo como repertório de suas criações as músicas de Vicente Celestino.[2]

Elizeth Cardoso – 1920 – 97 Anos em 2017 – Acontecimentos do Dia – No estúdio, gravando com Beth Carvalho.

Embora almejasse brilhar nos palcos, sua vida não fora nada fácil: após concluir o primário, ela e seus irmãos tiveram que abandonar os estudos e ajudar no sustento do lar, já que passavam necessidades.

Elizeth começou a trabalhar aos dez anos, e entre os anos de 1930 e 1935 foi balconista, funcionária de uma fábrica de saponáceos e cabeleireira.[3]

Primeira apresentação

A vida de Elizeth começou a mudar aos dezesseis anos, quando ela teve sua primeira festa de aniversário.

Nessa época sua família havia se mudado para uma pequena casa na Rua do Rezende, nº 87, Centro do Rio.

Com difíceis condições financeiras, a família foi morar de favor com a tia Ivone e o marido dela, Pedro. Sua festa fora realizada nesta casa.

Para a festa, foram convidados vários amigos de seu pai e de seu tio, também músicos: Pixinguinha, Dilermando Reis, Jacob do Bandolim.

Seu tio Pedro a apresentou a Jacob, que pediu que a jovem cantasse para todos na festa, e mesmo muito tímida, concordou, e todos gostaram muitíssimo.

Jacob, impressionado com a voz da adolescente, que mesmo sem aula já era uma voz sem erros, profissional, resolveu convidá-la para fazer um teste na Rádio Guanabara e ver se o dono aprovava.

Elizeth fora no dia seguinte, e com louvor, conseguira passar na prova e eliminar diversas candidatas: venceu a prova em primeiro lugar, e assim sua carreira deslanchou.

Com apenas um disco gravado, começou a ganhar um bom dinheiro e ajudar mais sua família.[4]

Seu pai era contra a exposição da filha, e não queria que ela se tornasse profissional, mas Elizeth tinha uma gênio muito forte e uma vontade de realizar seus sonhos maior ainda, e então, mesmo contra a vontade dele, realizou sua primeira apresentação em 1936 no Programa Suburbano, ao lado de Vicente Celestino, Araci de Almeida, Moreira da Silva, Noel Rosa e Marília Batista.

Elizeth Cardoso – 1920 – 97 Anos em 2017 – Acontecimentos do Dia – Com a cantora Marlene.

Na semana seguinte foi contratada para um programa semanal na rádio e a partir daí, nunca mais parou de fazer sucesso, gravando um disco atrás do outro.[5]

Vida Pessoal

Elizeth encontrou uma recém nascida em um cesto em sua porta, e se apaixonou pelo bebê.

A maternidade aflorou em seu coração, e ela disse ao marido que iria adotar a criança.

Ele recusou, e então os dois brigaram muito. Leônidas a mandou escolher entre ele e a criança. Certa dos seus sentimentos, Elizeth ficou com a menina, e saiu da casa dele e voltou para a casa dos pais, que também gostaram da neném, mas pediram para ela deixar em um orfanato, mas Elizeth se recusou.[7]

Um outro escândalo se abateu sobre a família: sempre corajosa, Elizeth registrou a menina como mãe solteira. A batizou de Tereza Carmela Moreira Cardoso.

Ela deixava a menina com a mãe quando ia cantar, e em uma de suas apresentações conheceu Ari Valdez, um cavaquinista, comediante e compositor de música popular brasileira. Assim que se viram, se apaixonaram.

Por amá-lo de fato, Elizeth aceitou, e então, no fim de 1939 casaram-se apenas no civil. Elizeth passou a assinar Elizeth Cardoso Valdez.

Em 1940 deu à luz ao único filho do casal, Paulo Cezar Cardoso Valdez.

A cantora não quis ter mais filhos devido sua carreira atribulada, com viagens, shows e gravações, e também ao fato de já ter realizado seu sonho de ser mãe de um casal.[8]

Elizeth Cardoso – 1920 – 97 Anos em 2017 – Acontecimentos do Dia – À direita, com Tom Jobim e Augusto Cesar Vanucci no programa Brasil 78, da TV Globo.

Entre tantos compromissos profissionais dessa época, destacam-se os anos de 1941, quando tornou-se crooner de orquestras, chegando a ser uma das atrações do Dancing Avenida, que deixou em 1945, quando se mudou com a família para a Cidade de São Paulo, onde permaneceu um ano, para cantar no Salão Verde e para apresentar-se na Rádio Cruzeiro do Sul, no programa Pescando Humoristas.

Ao voltar de São Paulo em 1946, ficou bem alguns meses com o marido, mas brigas por ciúmes e cobranças retomaram seu casamento. Em 1947 saiu o divórcio, e Elizeth voltou a assinar seu nome de solteira, Moreira Cardoso.[9]

Frequentadora assídua do Bola Preta, chegou a ser, por vários anos, madrinha do famoso clube carnavalesco do Centro da Cidade do Rio de Janeiro.[10]

Em 1966, após muitos anos namorando com Paulo, se separam amigavelmente, quando ela se envolveu com o compositor Cyro Monteiro.

Após meses de namoro decidiram gravar um LP juntos.

Em 1969, passou por um grande sofrimento ao perder sua mãe. Já havia perdido o pai poucos anos antes, e agora sem sua mãe, sua dor aumentara significativamente.

Por causa do sepultamento de sua mãe, não pode receber das mãos do então governador Negrão de Lima, o prêmio Estácio de Sá. Recebeu a estatueta de melhor cantora oito dias depois, num jantar pago pelo Governo do Rio de Janeiro em uma churrascaria de alto luxo. Nessa ocasião, um estúdio musical foi batizado com seu nome.[13]

Elizeth Cardoso – 1920 – 97 Anos em 2017 – Acontecimentos do Dia – Com João Nogueira em desfile do bloco de Carnaval.

Os anos foram passando. Elizeth ganhou netos e bisnetos.

Viu seus irmãos casarem, seus sobrinhos crescer, ganhou sobrinhos-netos, e vivia feliz, apesar de morar sozinha, mas sempre mantinha seu coração ocupado com uma grande paixão.

Durante muitos anos namorou atores, cantores e compositores do Rio, ou vivenciava romances em alguma viagem que fazia nacional ou internacional. [14]

Apesar de ter viajado o mundo, e cantado em todos os países, só faltava um, que era seu sonho: conhecer o Japão.

No fim dos anos 70 o viu pela primeira vez e ficou encantada. Passou a cantar lá com frequência, e passou a viajar a turismo, visitando diversas cidades.[15]

Elizeth Cardoso – 1920 – 97 Anos em 2017 – Acontecimentos do Dia – Foto 15 – Noites Cariocas com Miele, João Nogueira, Elizeth Cardoso, Dona Ivone Lara e Beth Carvalho.

Em 1987, recebeu o convite para uma excursão musical no Japão.

Após o término dos espetáculos, ficou algumas semanas passeando pelo país, quando, hospedada no seu hotel, Elizeth se sentiu muito mal, com tonteiras, dores estomacais, até que vomitou sangue e desmaiou.

Rapidamente, após uma endoscopia, os médicos japoneses diagnosticaram um câncer no estômago, ou seja, um carcinoma gástrico, que obrigou a cantora a uma cirurgia emergencial, para conter o sangramento e diminuir o tumor.

Seus filhos foram visitá-la, e após algumas semanas internada, pôde voltar ao Brasil, acompanhada deles.

Ela passou a se tratar com um gastroenterologista.

Apesar tomar medicamentos e fazer os mais avançados tratamentos contra a doença, o tumor havia diminuído mas pouco tempo depois havia crescido mais, e se espalhado, e Elizeth passou os últimos três anos de vida a base de muitos medicamentos, mas não deixava se abater, apesar de descansar mais, se alimentar melhor e cancelar muitos shows, não conseguia ficar longe do que amava: a música.

A cantora faleceu no dia 7 de maio de 1990, na Clínica Bambina, no bairro de Botafogo.

Elizeth Cardoso foi velada no Teatro João Caetano, onde compareceram milhares de fãs.

Foi sepultada, ao som de um surdo portelense, no Cemitério da Ordem do Carmo, no Caju [16].

Rio de Janeiro, Carnaval de 1978 – Gal Costa, Elke Maravilha, Clementina de Jesus, Clara Nunes, Fafá de Belém, Eliana Pittman e a divina Elizeth Cardoso.

Estilo

Além do choro, Elizeth consagrou-se como uma das grandes intérpretes do gênero samba-canção (surgido na década de 1930), ao lado de Maysa, Nora Ney, Dalva de Oliveira, Ângela Maria e Dolores Duran.

O gênero, comparado ao bolero, pela exaltação do tema amor-romântico ou pelo sofrimento de um amor não realizado, foi chamado também de dor de cotovelo ou fossa. O samba canção antecedeu o movimento da bossa nova (surgido ao final da década de 1950, 1957).

Elizeth migrou do choro para o samba-canção e deste para a bossa nova gravando em 1958 o LP Canção do Amor Demais,[17] considerado axial para a inauguração deste movimento, surgido em 1957.

O antológico LP trazia ainda, também da autoria de Vinícius de Moraes e Tom Jobim, Chega de Saudade, Luciana, As Praias Desertas e Outra Vez.

A melodia ao fundo foi composta com a participação de um jovem baiano que tocava o violão de maneira original, inédita: o jovem João Gilberto.

Anos 1960

Em 1960, gravou jingle para a campanha vice- presidencial de João Goulart.[18]

Nos anos 1960 apresentou o programa de televisão Bossaudade (TV Record, Canal 7, São Paulo).

Em 1968 apresentou-se num espetáculo que foi considerado o ápice da carreira, com Jacob do Bandolim, Época de Ouro e Zimbo Trio, no Teatro João Caetano, em benefício do Museu da Imagem e do Som (MIS – Rio de Janeiro). Considerado um encontro histórico da música popular brasileira, no qual foram ovacionados pela platéia; long-plays (Lps) foram lançados em edição limitada pelo MIS.

Elizeth Cardoso – 1920 – 97 Anos em 2017 – Acontecimentos do Dia – Com Dorival Caymmi.

Em abril de 1965 conquistou o segundo lugar na estreia do I Festival de Música Popular Brasileira (TV Record) interpretando Valsa do amor que não vem (Baden Powell e Vinícius de Moraes); o primeiro lugar foi da novata Elis Regina, com Arrastão.

Serviu também de influência para vários cantores que viriam depois, sendo uma das principais a cantora Maysa.

Elizeth Cardoso lançou mais de 40 LPs no Brasil e gravou vários outros em Portugal, Venezuela, Uruguai, Argentina e México.

Discografia

  • De 1950 até 1954, Elizeth Cardoso só lançou canções em discos 78 rpm.

Álbuns de estúdio solo

Elizeth Cardoso – 1920 – 97 Anos em 2017 – Acontecimentos do Dia – Com Zé Luiz Mazziotti e Silvio Cesar.

Álbuns de estúdio em conjuntos

  • Sax Voz (1960)
  • Sax Voz nº 2 (1961)
  • A Bossa Eterna de Elizeth e Cyro (1966)
  • A Bossa Eterna de Elizeth e Ciro nº 2 (1969)
  • Elizeth Cardoso e Silvio Caldas Vol. I (1971)
  • Elizeth Cardoso e Silvio Caldas Vol. II (1971)
  • Todo o Sentimento (1991)

Álbuns ao vivo solo e em conjuntos

  • Ao Vivo no Teatro João Caetano Vol. I (1968)
  • Ao Vivo no Teatro João Caetano Vol. II (1968)
  • Elizeth e Zimbo Trio Balançam na Sucata(1969)
  • Elizeth no Bola Preta com a Banda do Sodré(1970)
  • É de Manhã (1970)
  • Elizeth Cardoso em Tokyo (1977)
  • Elizethíssima (1981)
  • Recital (1982)
  • Elizeth – Uma Rosa para Pixinguinha (1983)
  • Leva Meu Samba (1984)
  • Luz e Esplendor (1986)

CITAÇÃO

Elizeth Cardoso – Estilos musicais e seus parentescos

“A Bossa Nova é o Samba destilado.”

Elizeth Cardoso / Fonte: Verissimas: Frases, reflexões e sacadas sobre quase tudo

“Elizeth Cardoso inaugurou várias fases da música popular brasileira. Foi a primeira ‘grande dama’ do samba, aquela que tornou o sambista respeitável e aceito no salão de recitais, tanto quanto no auditório da rádio. Gravou a primeira música em que aparecia a batida da bossa nova – ‘Chega de saudade’. Artistas como Elizeth são dobradiças. Sem elas as coisas não viram.”

Luis Fernando Verissimo / Fonte: Verissimas: Frases, reflexões e sacadas sobre quase tudo

Elizeth Cardoso

Elizeth Moreira Cardoso

(Rio de Janeiro, 16 de julho de 1920 — 7 de maio de 1990)

97 Anos

4 ▒ ACONTECIMENTOS


1926 – A revista National Geographic publica as primeiras fotos coloridas do fundo do mar.



1969 – Lançamento da missão espacial norte americana Apollo 11 no Complexo de Lançamento 39, do Centro Espacial Kennedy, (Flórida) que seria a primeira missão tripulada a chegar à Lua.



2005 – É lançado o sexto livro da série Harry Potter: Harry Potter and the Half-Blood Prince.

5 ▒ FALECIMENTOS

1974Oduvaldo Vianna Filho ▒ Oduvaldo Vianna Filho, também conhecido como Vianinha (São Paulo, 4 de julho de 1936Rio de Janeiro, 16 de julho de 1974), foi um dramaturgo, ator e diretor de teatro e televisão e militante comunista[1][2][3][4][5] brasileiro. Em 1973, juntamente com Armando Costa, criou e dirigiu na Rede Globo de Televisão a série humorística A Grande Família.


2015Alcides Ghiggia ▒ Alcides Edgardo Ghiggia (Montevidéu, 22 de dezembro de 1926Montevidéu, 16 de julho de 2015) foi um futebolista uruguaio. Ghiggia celebrizou-se como o iluminado que fez o gol do título do Uruguai sobre o Brasil em pleno Maracanã na Copa do Mundo de 1950.

2014Armando Marques ▒ Armando Nunes Castanheira da Rosa Marques (Rio de Janeiro, 6 de fevereiro de 1930Rio de Janeiro, 16 de julho de 2014) foi um polêmico[1] árbitro de futebol do Brasil. Considerado um dos melhores árbitros do futebol brasileiro enquanto esteve em atividade, era amado e odiado pelos torcedores e jogadores, e ficou conhecido por erros históricos que cometeu.


1999John F. Kennedy, Jr. ▒ John Fitzgerald Kennedy, Jr. (25 de novembro de 196016 de julho de 1999), era um advogado, jornalista e editor estadunidense. Era filho de John F. Kennedy e de Jacqueline Kennedy Onassis e irmão mais novo de Caroline Schlossberg.


2014Johnny Winter ▒ John Dawson Winter III, mais conhecido como Johnny Winter (Beaumont, Texas, 23 de Fevereiro de 1944, Zurique, 16 de Julho de 2014) foi um guitarrista e cantor de blues norte- americano, considerado um dos melhores no seu estilo. É irmão de Edgar Winter, e além de seu talento com a guitarra, um fator que se tornou conhecido foi seu albinismo, compartilhado com seu irmão.

6 ▒ FERIADOS e EVENTOS CÍCLICOS

7 ▒ TRAGÉDIAS da HUMANIDADE

8 ▒ CIDADES ANIVERSARIANTES

Dados do IBGE

16

Arcos (MG)

16

Bocaina do Sul (SC)

16

Bom Jesus (RS)

16

Brejolândia (BA)

16

Brotas de Macaúbas (BA)

16

Cafarnaum (BA)

16

Caiçara do Norte (RN)

16

Canarana (BA)

16

Imperatriz (MA)

16

Ipiranga de Goiás (GO)

16

Irajuba (BA)

16

Itaju do Colônia (BA)

16

Jaboticabal (SP)

16

Juarez Távora (PB)

16

Lajedão (BA)

16

Maiquinique (BA)

16

Manacapuru (AM)

16

Mariana (MG)

16

Miranda (MS)

16

Morpará (BA)

16

Morrinhos (GO)

16

Ouro Branco (RN)

16

Rialma (GO)

16

São Miguel do Gostoso (RN)

16

São Pedro do Iguaçu (PR)

16

Tenente Laurentino Cruz (RN)

MarianaMG

321 Anos

16 de julho de 1696

mariana.mg.gov.br

Mariana é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.

Com cerca de 58 mil habitantes (est. 2015), a economia local depende principalmente do turismo e da extração de minérios.

Mariana está localizada a cerca de 12 km de Ouro Preto, 45 km de Ouro Branco, 60 km de Itabirito, 70 km de Conselheiro Lafaiete, 70 km de Ponte Nova e 75 km de Congonhas. Sua distância em relação à capital Belo Horizonte é de 90 quilômetros.

Mariana foi a primeira vila, cidade e capital do estado de Minas Gerais.

Rua Dom Silvério, no centro histórico da cidade — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

No século XVII, foi uma das maiores cidades produtoras de ouro para o Império Português.

Tornou-se a primeira capital mineira por participar de uma disputa onde a Vila que arrecadasse maior quantidade de ouro seria elevada a Cidade sendo a capital da então Capitania de Minas Gerais.[5]

16 de Julho – Casa da Câmara e Cadeia, Igreja São Francisco de Assis e Igreja Nossa Senhora do Carmo na Praça de Minas Gerais, no centro histórico — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

Em comparação com outros municípios do estado, Mariana detém uma posição econômica de destaque, sendo que o seu produto interno bruto (PIB) é o maior da microrregião de Ouro Preto e o 10º maior entre os 853 municípios do estado.[4]

Panorama de Mariana, por Alberto Delfino (1895) — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

História

Fundação

A origem da cidade remonta ao final do século XVII[6].

A região em que hoje se encontra o território das Minas Gerais pertencia à Capitania de Itanhaém[7], porém encontrava-se completamente inexplorado e sem colonização portuguesa.

Rua Dom Silvério, tendo ao fundo a Igreja de São Pedro dos Clérigos — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

Assim, sob ordens dos Donatários da capitania de Itanhaém[8], bandeirantes oriundos de Taubaté[9], primeira cidade do Vale do Paraíba, começaram a explorar o sertão após a Serra da Mantiqueira chegavam à região em busca do ouro.

Ainda na segunda metade do Século XVII, fundaram o primeiro núcleo colonial em território das futuras Minas Gerais, a primeira Vila mineira[10], sendo que a designação de Mariana veio mais tarde, em homenagem à rainha D. Maria Ana de Áustria, esposa do rei D. João V.

Câmara Municipal de Mariana, na Praça Minas Gerais — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

Rompimento de barragem

Ver artigo principal: Rompimento de barragem em Mariana

Em 2015, Bento Rodrigues, um subdistrito de Santa Rita Durão, que é um dos distritos de Mariana, foi destruído após o rompimento de uma barragem administrada pela empresa Samarco.

A onda de detritos de mineração atingiu 18,20 m de altura e matou 20 pessoas.

A lama também contaminou o rio Doce.[11]

Mina da Passagem, a maior mina de ouro aberta à visitação do mundo — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

Economia

Mariana é uma das cidades que integram o Quadrilátero Ferrífero, região responsável por 60% de toda a produção nacional de minério de ferro.

Em 2012, foi a 4ª cidade no país em arrecadação de royalties pela extração de minério, conforme estudo da Universidade Federal de Ouro Preto.[17]

Turismo

A cidade possui um enorme patrimônio arquitetônico do barroco produzido durante o Brasil Colonial.

Rua Direita, que possui várias boutiques e lojas de artesanato — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

Além disso, o turismo ecológico teve também uma expansão importante, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento do setor de serviços e transformando Mariana em uma das cidades mineiras com o maior número de praticantes dos chamados esportes radicais, como montanhismo e mountain bike.

Pico do Itacolomi, entre Mariana e Ouro Preto — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

Mariana recebe boa parte do fluxo de turistas de Ouro Preto, devido à pequena distância de 12 km.

Essa integração se ampliou com a criação do Trem da Vale, fruto da parceria entre a Vale do Rio Doce e as Prefeituras Municipais de Mariana e Ouro Preto.

Vista parcial da cidade a partir da Igreja de São Pedro — Mariana (MG) — 321 Anos em 2017.

9 ▒ GALERIA de FOTOS

10 ▒ CRÉDITOS

Datas, fatos e os nascimentos mais importantes no Brasil e no Mundo, em todos os dias do ano, ilustrado com fotos e curiosidades.

SITE ► acontecimentosdodia.com

FONTE PRINCIPAL ► WIKIWAND

OUTRAS FONTES de PESQUISA:

Cidades IBGEFilmowAdoro CinemaBIO (facebook)GShowAniv.DiaAniv.FamososHistoryHistory (facebook)

Paul Sampaio, perfil, 1  Paul Sampaio – Autor

PESQUISA e REALIZAÇÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s