5 de Julho – Francisco de Assis e Sobral (CE) – 2017

☺ CAPA • Francisco de Assis 835 Anos

▒ CIDADE • Sobral (CE) 244 Anos

▒ NASCIMENTOS • Jean Cocteau • Hélio Bicudo • Ivo Pitanguy • Monique Evans • Petrônio Gontijo • Ingrid Guimarães • Renata Fan • Eva Green • Ovelha Dolly

▒ FALECIMENTOS • Nicéphore Niépce • Amanda Peterson

1 ▒ POSTER e VÍDEOS

GALERIA de VÍDEOS
Principais Vídeos da WEB publicados no Acontecimentos do Dia e outras WEB TVs da Rede Sampaio

2 ▒ NASCIMENTOS

1889Jean Cocteau ▒ Jean Maurice Eugène Clément Cocteau (Maisons-Lafitte, 5 de julho de 1889 — Milly-la-Forêt, 11 de outubro de 1963) foi um poeta, romancista, cineasta, designer, dramaturgo, actor, e encenador de teatro francês. Em conjunto com outros Surrealistas da sua geração (Jean Anouilh e René Char, por exemplo), Cocteau conseguiu conjugar com mestria os novos e velhos códigos verbais, linguagem de encenação e tecnologias do modernismo para criar um paradoxo: um avant-garde clássico.


1922Hélio Bicudo ▒ Hélio Pereira Bicudo (Mogi das Cruzes, 5 de julho de 1922) é um jurista e político brasileiro, militante de direitos humanos, bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, turma de 1947.


1926Ivo Pitanguy ▒ Ivo Hélcio Jardim de Campos Pitanguy (Belo Horizonte, 5 de julho de 1926 Rio de Janeiro, 6 de agosto de 2016) foi um cirurgião plástico, professor e escritor brasileiro, membro da Academia Nacional de Medicina e da Academia Brasileira de Letras. É considerado o maior cirurgião plástico do mundo.


1956Monique Evans ▒ Monique Evans, nome artístico de Monique Rezende Nery da Fonseca (Rio de Janeiro, 5 de julho de 1956), é uma modelo, atriz, apresentadora, repórter e youtuber brasileira. É mãe de Armando Aguinaga e Bárbara Evans. Foi capa de mais de 50 publicações especializadas em moda, como as revistas jovens Geração Pop e Capricho.

1968Petrônio Gontijo ▒ Petrônio Gontijo de Alvarenga (Varginha, 5 de julho de 1968) é um ator brasileiro. Em 1991, estreia na TV com convite para protagonizar a novela Salomé, na Rede Globo ao lado de Patrícia Pillar. Após o folhetim, participou de Olho no Olho em 1993, Pátria Minha em 1994 e Malhação em 1995.


1972Ingrid Guimarães ▒ Ingrid da Silva Guimarães (Goiânia, 5 de julho de 1972) é uma atriz, humorista e apresentadorabrasileira. Ela é a atriz brasileira mais vista nos cinemas atualmente, mais de 18 milhões de pessoas já viram seus filmes só nessa década.[1] Fez várias participações em seriados da Globo, como: Mulher, Retrato Falado, Brava Gente, Papo Irado e Chico Total.


1977Renata Fan ▒ Renata Bonfiglio Fan (Santo Ângelo, 5 de julho de 1977[1]) é uma apresentadora e modelobrasileira, formada em Direito e Jornalismo, que comanda o programa Jogo Aberto, da Rede Bandeirantes[2]. Gaúcha, foi a Miss Brasil 1999[3]. Estreou na Rede Record em 13 de julho de 2003, como assistente de Milton Neves no Terceiro Tempo.


1980Eva Green ▒ Eva Gaëlle Green[2] (Paris, 6 de julho de 1980) é uma atriz e modelo francesa, indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em Série Dramática pela aclamada série Penny Dreadful, onde interpreta a personagem Vanessa Ives, na qual ganhou aclamação e elogios da crítica e do publico. [3][4] Eva vem sendo considerada como uma das atrizes mais talentosas e promissoras de sua geração.

1996Ovelha Dolly ▒ A ovelha Dolly (5 de julho de 199614 de fevereiro de 2003) foi o primeiro mamífero a ser clonado com sucesso a partir de uma célula adulta. Os cientistas tornaram pública a experiência somente em 22 de fevereiro de 1997, quando Dolly já estava com sete meses de vida.[1] Dolly foi criada por investigadores do Instituto Roslin, na Escócia, onde viveu toda a sua vida.[2]Os créditos pela clonagem foram dados a Ian Wilmut, mas este admitiu, em 2006, que Keith Campbell seria na verdade o maior responsável pela clonagem.[3]

O nome Dolly é uma referência ao nome da atriz Dolly Parton. Dolly foi clonada a partir das células da glândula mamária de uma ovelha adulta com cerca de seis anos, através de uma técnica conhecida como transferência somática de núcleo.[4]

3 ▒ CAPA do DIA

Francisco de Assis

835 Anos

Giovanni di Pietro di Bernardone, mais conhecido como São Francisco de Assis (Assis, 5 de julho de 1182 [1]3 de outubro de 1226), foi um frade católico da Itália.

Depois de uma juventude irrequieta e mundana, voltou-se para uma vida religiosa de completa pobreza, fundando a ordem mendicante dos Frades Menores, mais conhecidos como Franciscanos, que renovaram o Catolicismo de seu tempo.

Com o hábito da pregação itinerante, quando os religiosos de seu tempo costumavam fixar-se em mosteiros, e com sua crença de que o Evangelho devia ser seguido à risca, imitando-se a vida de Cristo, desenvolveu uma profunda identificação com os problemas de seus semelhantes e com a humanidade do próprio Cristo.

Sua atitude foi original também quando afirmou a bondade e a maravilha da Criação num tempo em que o mundo era visto como essencialmente mau, quando se dedicou aos mais pobres dos pobres, e quando amou todas as criaturas chamando-as de irmãos.

Alguns estudiosos afirmam que sua visão positiva da natureza e do homem, que impregnou a imaginação de toda a sociedade de sua época, foi uma das forças primeiras que levaram à formação da filosofia da Renascença.[2]

Dante Alighieri disse que ele foi uma “luz que brilhou sobre o mundo”, e para muitos ele foi a maior figura do Cristianismo desde Jesus, mas a despeito do enorme prestígio de que ele desfruta até os dias de hoje nos círculos cristãos, que fez sua vida e mensagem serem envoltas em copiosa e darem origem a inumeráveis representações na arte, a pesquisa acadêmica moderna sugere que ainda há muito por elucidar quanto aos aspectos políticos de sua atuação, e que devem ser mais exploradas as conexões desses aspectos com o seu misticismo pessoal.

Sua vida é reconstituída a partir de biografias escritas pouco após sua morte mas, segundo alguns estudiosos, essas fontes primitivas ainda estão à espera de edições críticas mais profundas e completas, pois apresentam contradições factuais e tendem a fazer uma apologia de seu caráter e obras; assim, deveriam ser analisadas sob uma óptica mais científica e mais isenta de apreciações emocionais do que tem ocorrido até agora, a fim de que sua verdadeira estatura como figura histórica e social, e não apenas religiosa, se esclareça.

Casa onde Francisco nasceu, Assis.

De qualquer forma, sua posição como um dos grandes santos da Cristandade se firmou enquanto ele ainda era vivo, e permanece inabalada.

Foi canonizado pela Igreja Católica menos de dois anos após falecer, em 1228, e por seu apreço à natureza é mundialmente conhecido como o santo patrono dos animais e do meio ambiente.[3]

Anos finais e morte

Seus anos finais foram passados em tranquilidade interior, quando, segundo seus biógrafos primitivos, seu amor e compaixão por todas as criaturas fluíam abundantes, ao mesmo tempo que ele experimentava repetidas visões e êxtases místicos, fazia outros milagres, continuava a percorrer a região em pregações, e multidões acorriam para vê- lo e tocá-lo.

No Natal de 1223 foi convidado pelo senhor de Greccio para celebrar a festa numa gruta com pastores e animais, desejando recriar o nascimento de Cristo em Belém, sendo a origem da tradição dos presépios.

No cinema foi protagonista em:

Sua aparência

Segundo a descrição deixada por Tomás de Celano, a aparência física de Francisco era extremamente agradável, e sua face refletia a inocência de sua vida, a pureza de seu coração e o ardor do fogo divino que o consumia.

Era de estatura um pouco abaixo da média, cabeça proporcionada e redonda, com a face alongada e nariz reto e fino, pescoço esguio, testa plana e curta, olhos negros e límpidos, cabelos castanhos, orelhas pequenas.

Sua voz era forte, doce, clara e sonora; os dentes eram unidos, alinhados e brancos, os lábios pequenos e delgados, a barba era preta e um tanto rala; seus ombros eram direitos, os braços curtos, as mãos delicadas com dedos longos, as pernas delgadas, pés pequenos, pele fina e sempre muito magro.[24]

Sua visão de si mesmo era, porém, oposta: descrevia-se como um “franguinho preto”, e o retrato pintado no Fioretti segue a mesma linha, mostrando- o como um homem miúdo de aspecto muito desprezível e vil e que por esse motivo nunca conseguia muitas esmolas entre gentes que não o conheciam.

Este retrato, de autor anônimo, é considerado, sem certeza, uma cópia do século XIV do único retrato que teria sido feito ainda em vida do santo, por encomenda de Jacopa de’ Settesoli. Está conservado em Greccio.

CITAÇÃO

Francisco de Assis – Contatos além do mundo físico

“Por que vieste aqui, irmão cordeirinho? Diz-me: viste ou ouviste alguma coisa?”

Francisco de Assis respondendo à cara de espanto de seu irmão de fé, Leo. Segundo relata a coletânea ‘I Fioretti di San Francesco’, o Irmão Leo o viu levar a mão ao peito e parecer tirar algo de lá e oferecê-la a uma língua de fogo que descera sobre ele. / Fonte: Wikiwand.

Francisco de Assis

Giovanni di Pietro di Bernardone

(Assis, 5 de julho de 1182 [1]3 de outubro de 1226),

835 Anos

4 ▒ ACONTECIMENTOS

1687 – Publicação dos Philosophiae Naturalis Principia Mathematica (Princípios Matemáticos de Filosofia Natural), por Sir Isaac Newton.


Assinatura da ata de independência da Venezuela em Caracas.

1811Independência da Venezuela, sendo o primeiro país da América do Sul a fazê-lo de Espanha.



1954Elvis Presley grava seu primeiro sucesso, “That’s All Right“.


1962Independência da Argélia.


1964 – A soprano Maria Callas fez sua última apresentação. Ela interpretou Tosca, de Giacomo Puccini, em Londres.



O primeiro-ministro português, Vasco Gonçalves, na cerimônia de proclamação da independência de Cabo Verde, na Cidade da Praia (05.07.1975)

1975Independência de Cabo Verde.


5 ▒ FALECIMENTOS


1833Nicéphore Niépce ▒ Joseph Nicéphore Niépce (Chalon-sur-Saône, 7 de março de 1765Saint-Loup-de-Varennes, 5 de julho de 1833) foi um inventor francês responsável por uma das primeiras fotografias[1]. Ele conseguiu imagens que demoraram a desaparecer em 1824 e o primeiro exemplo de uma imagem permanente ainda existente foi tirada em 1826. Ele chamava o processo de heliografia (gravura com a luz solar) e demorava oito horas para gravar uma imagem.[2] Apesar desta imagem não conter meios tons e não servir para a litografia, todas as autoridades na matéria a consideram como “a primeira fotografia permanente do mundo”.

2015Amanda Peterson ▒ Amanda Peterson (Greeley, Colorado, 8 de julho de 1971 – Greeley, 3 de julho de 2015) foi uma atriz estadunidense. Peterson alcançou sucesso na década de 1980, ao fazer papeis como Lori Swenson no filme Explorers, de 1985, e Cindy Mancini, a garota mais popular da escola, no filme Namorada de Aluguel.
Amanda Peterson e seu par romântico, Patrick Dempsey, tornaram-se ídolos da juventude após o lançamento do filme, em 1987. Amanda passou por momentos bastante complicados depois de deixar a carreira de atriz e regressar ao Colorado. Teve problemas com drogas, roubo e chegou a ser presa. Em 3 de julho de 2015, morreu devido a uma overdose.

6 ▒ FERIADOS e EVENTOS CÍCLICOS

Brasil

7 ▒ TRAGÉDIAS da HUMANIDADE

1943 – Início da Batalha de Kursk ▒ A Batalha de Kursk foi uma batalha significativa da Segunda Guerra Mundial entre as forças alemãs e soviéticas na Frente Oriental perto de Kursk (450 quilômetros ou 280 milhas a sudoeste de Moscou) na União Soviética durante julho e agosto 1943. A ofensiva alemã teve o nome de código Operação Cidadela (alemão: Unternehmen Zitadelle) e levou a um dos maiores confrontos blindados da história, a batalha de Prokhorovka.

8 ▒ CIDADES ANIVERSARIANTES

Dados do IBGE

05

Angical (BA)

05

Antônio Gonçalves (BA)

05

Beberibe (CE)

05

Buriti Bravo (MA)

05

Cabixi (RO)

05

Campo Alegre de Lourdes (BA)

05

Cândido Sales (BA)

05

Fernando Prestes (SP)

05

Fundão (ES)

05

Iraquara (BA)

05

Itaguaí (RJ)

05

Luís Gomes (RN)

05

Poranga (CE)

05

Santa Cruz da Vitória (BA)

05

Santo Antônio (RN)

05

São João do Piauí (PI)

05

Sobral (CE)

05

Souto Soares (BA)

SobralCE

244 Anos

5 de julho de 1773

sobral.ce.gov.br

Sobral é um município brasileiro do estado do Ceará.

Com uma população de 203,682[3] habitantes é o quinto município mais povoado do estado e o segundo maior do interior. possui uma taxa de urbanização de 88,35%.[9]

Sobral localiza-se a 238 quilômetros de Fortaleza, a qual conecta-se também por uma ferrovia, atualmente usada sobretudo pelo Grupo Votorantim. O acesso rodoviário é feito pela BR-222, que liga o Ceará ao Piauí e, consequentemente, ao Maranhão e ao Pará.

A partir de Fortaleza o acesso ao município, pode ser feito por via terrestre através da rodovia Fortaleza/Sobral (BR-222) ou por via aérea com pouso no Aeroporto de Sobral

As demais vilas, lugarejos, sítios e fazendas são acessíveis (com franco acesso durante todo o ano) através de estradas estaduais, asfaltadas ou carroçáveis.[63]

Arco de Nossa Senhora de Fátima — Sobral (CE) — 244 Anos em 2017.

Com um PIB de R$ 3.793.940.000[7], o município acrescentou o valor de R$ 399.998.000 ao seu PIB, entre 2009 e 2010, valor superior a toda riqueza de Crateús, que tem um PIB de 384.606 (IBGE 2010)[8].

Sobral é a quarta economia do estado perdendo para Fortaleza, Maracanaú e Caucaia. É a maior economia do interior do Ceará e a 3ª maior economia do interior nordestino.

É também o maior centro universitário do interior do Ceará.

Vista do Palácio de Ciências e Línguas Estrangeiras — Sobral (CE) — 244 Anos em 2017.

Sobral é o segundo município mais desenvolvido do estado do Ceará, atrás apenas de Fortaleza, de acordo com o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).[10]

O município também é destaque nas exportações, sendo o único município do interior que compete com a Capital a liderança nas exportações do Estado.

A cidade de Sobral é considerada, de acordo com o IBGE, uma Capital Regional.[11]

Palácio da Câmara Municipal — Sobral (CE) — 244 Anos em 2017.

O clima de Sobral é tipicamente tropical, quente e seco, com uma temperatura média de 26,2 graus Celsius e com uma altitude de 70 metros, chegando até os 120 metros nas áreas mais altas da cidade.

A cidade ficou conhecida internacionalmente por ter sido o local de comprovação da Teoria da Relatividade de Albert Einstein, em 1919.

O sítio urbano de Sobral foi tombado como patrimônio cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1999.

Bairro Dom Expedito a direita,Centro a esquerda e Pedrinhas no fundo — Sobral (CE) — 244 Anos em 2017.

Sobral também é líder em trabalhadores com carteira assinada no interior do Ceará e possui a quarta maior arrecadação em ICMS do Estado, atrás de Fortaleza, Maracanaú e Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Sobral foi apontada por 2 vezes (2011/12 e 2013/14) pelo guia de investimentos estrangeiros editado pelo grupo jornalístico britânico Financial Times como uma das 10 cidades do futuro da América, a única cidade brasileira do seu porte.

Biblioteca Pública de Sobral — Sobral (CE) — 244 Anos em 2017.

Etimologia

O topônimo Sobral é uma alusão à freguesia de Sobral, no concelho de Mortágua, pertencente ao distrito de Viseu, Portugal. Sobral é uma palavra, de origem latina, que significa abundância de sobreiros (uma espécie de árvore de cujo tronco se extrai a cortiça).

Já o topônimo Caiçara vem do tupi e significa o que se faz de pau queimado. E o topônimo Januária é uma alusão à Princesa Januária, irmã do Imperador D. Pedro II.

Sua denominação original era Caiçara, Vila Distinta e Real de Sobral, Fidelíssima Cidade Januária de Acaraú e desde 1842, Sobral.

Campus Betânia da Universidade Estadual Vale do Acaraú, que oferece mais de 20 cursos superiores na cidade — Sobral (CE) — 244 Anos em 2017.

Ensino superior

Sobral é o maior polo universitário do interior do estado do Ceará.

O município conta com uma universidade estadual, Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), dois centros de ensino tecnológico, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e um campus da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Vista aérea da Igreja do Patrocínio e Museu do Eclipse — Sobral (CE) — 244 Anos em 2017.

Museu do Eclipse

Em 1919, Sobral, junto com a Ilha do Príncipe em São Tomé e Príncipe, foi o palco de uma importante confirmação da física.[21]

A Expedição Britânica do Eclipse Solar, liderada por Arthur Stanley Eddington se deslocou para os dois lugares a fim de comprovar (graças ao eclipse solar de 29 de maio de 1919) a distorção que a luz sofre ao chegar no Planeta Terra. Com tal confirmação, Albert Einstein pôde comprovar sua Teoria da Relatividade.

No dia do eclipse a Ilha do Príncipe apresentou mau tempo o que prejudicou e muito o trabalho.

Monumento em Homenagem a Albert Einstein na UVA — Sobral (CE) — 244 Anos em 2017.

O céu estava bastante nublado, fazendo com que apenas duas das várias fotografias efetuadas apresentassem imagens de estrelas.

Já em Sobral as condições meteorológicas foram muito melhores. Aqui foram obtidas sete boas imagens do fenômeno.

Como lembrança de tal fato, foi construído na praça da Igreja de Nossa Senhora do Patrocínio, um monumento e posteriormente um museu, chamado de Museu do Eclipse, que homenageia a cidade e os físicos e astrônomos que participaram da descoberta.

9 ▒ GALERIA de FOTOS

▒ ORAÇÃO pela PAZ

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.

Onde houver ódio, que eu leve o amor;

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;

Onde houver discórdia, que eu leve a união;

Onde houver dúvida, que eu leve a fé;

Onde houver erro, que eu leve a verdade;

Onde houver desespero, que eu leve a esperança;

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais

Consolar, que ser consolado;

compreender, que ser compreendido;

amar, que ser amado.

Pois é dando que se recebe,é perdoando que se é perdoado,

e é morrendo que se vive para a vida eterna.

COMENTÁRIO

A “Oração pela Paz” atribuída a São Francisco

Por Frei Adelino G. Pilonetto, OFM Cap

Fonte: Franciscanos.org.br

Nós gostamos de rezá-la e, certamente, Francisco aprecia que a rezemos.

Entretanto, a mencionada oração não é de São Francisco, é apenas atribuída a ele.

Nem se trata de uma oração tão antiga, embora sejam antigas as suas raízes. Foi certamente atraídos por sua simplicidade, pertinência e beleza que os franciscanos se afeiçoaram a ela e, inadvertidamente, a adotaram como própria. Por razões semelhantes, ela foi atribuída a São Francisco de Assis. Quanto ao modo como isso aconteceu, é o que veremos a seguir, adiantando, porém, que não é grande coisa o que sabemos a respeito desse apócrifo, tão célebre quanto misterioso (2).

1. Como surgiu essa oração

Parece que surgiu pouco antes da Primeira Guerra Mundial. Suas origens são obscuras, seu autor é desconhecido, e parece que poucos lhe deram importância logo ao aparecer. “A Oração da Paz apareceu pela primeira vez em 1913 numa pequena revista local da Normandia, na França. Vinha sem referência de autor, transcrita de uma outra revista tão insignificante, que nem deixou sinal na história, pois não foi encontrada em nenhum arquivo da França” (3).

A Oração pela paz, entretanto, ganhou notoriedade depois que foi publicada no Osservatore Romano, em 20 de janeiro de 1916 e, alguns dias depois, em 28 de janeiro do mesmo ano, no conhecido diário católico francês La Croix. Em 1917, foi divulgada com um título chamativo: “Oração para uso dos que querem colaborar na preparação de um mundo melhor” (4).

Quem a enviou ao Papa Bento XV, juntamente com outras orações pela paz, foi o Marquês de la Rochetulon, fundador do semanário católico Souvenir Normand. Nessa época, em toda parte faziam-se orações instantes pela paz, uma vez que a Europa inteira debatia-se com os fantasmas medonhos da Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

Pelos termos de agradecimento que o Cardeal Gasparri enviou, em nome do Papa, ao Marquês de Ia Rochetulon, soube-se que aquelas orações, inclusive a que seria depois atribuída a São Francisco, eram todas dirigidas ao Sagrado Coração de Jesus, uma devoção que vinha se expandindo com muito fervor desde o final do século XIX e com a qual “se pretendia resgatar uma dimensão esquecida no cristianismo tradicional: a riqueza da santa humanidade de Jesus, de seu amor incondicional, de sua misericórdia, de seu enternecimento para com todos, especialmente para com os pobres e os pecadores, as crianças e as mulheres”. (5 )

A partir desse contexto, a Oração pela Paz ganhou asas e correu mundo, recebendo acolhida entusiasta de cristãos e mesmo de seguidores de outras religiões, que nela encontravam a expressão inspirada de ancestrais desejos de união e de paz.

2. Como foi atribuída a São Francisco

Temos algumas pistas que indicam como foi que essa oração anônima chegou a encontrar em São Francisco de Assis um pai adotivo e suposto autor. Não se trata de falsificação fraudulenta e sim de uma casualidade histórica, que, entretanto, contribuiu para tornar manifesta uma notável afinidade existente entre a Oração pela Paz e a espiritualidade franciscana.

Um primeiro passo se deu em torno de 1913, quando a oração foi estampada no verso de um pôster devocional que trazia a figura de São Francisco de Assis. O texto tinha simplesmente como título: “Oração pela Paz”. Tempos depois, por volta de 1936, um pôster semelhante foi publicado em Londres com a mesma oração, traduzida em inglês, no verso. Desta vez, porém, ela foi atribuída diretamente ao santo representado na gravura, e recebeu como título: “Uma Oração de São Francisco”. Com isto firmou ainda mais sua popularidade. Outro passo foi quando o senador americano Tom Connally leu a oração, atribuída a São Francisco, na Conferência da ONU, em 1945. Note-se que em todas as outras edições anteriores, o texto é anônimo, mesmo em revistas franciscanas, inclusive no ano do VII Centenário de São Francisco, em 1926. (6)

Leonardo Boff conta um episódio semelhante, ocorrido pouco depois da publicação da Oração pela Paz em Roma. Um franciscano que visitava a Ordem Terceira Secular de Reims, na França, mandou imprimir um cartão tendo de um lado a figura de São Francisco com a regra da Ordem Franciscana Secular na mão e, do outro, a Oração pela Paz com a indicação da fonte: Souvenir Normand. No final, uma pequena frase dizia: “essa oração resume os ideais franciscanos e, ao mesmo tempo, representa uma resposta às urgências de nosso tempo”. Essa pequena frase, comenta L. Boff, permitiu que a oração deixasse de ser apenas Oração pela Paz para ser também conhecida como Oração de São Francisco, ou Oração da Paz de São Francisco de Assis.

“Assim, essa oração passou a ser, simultaneamente, um resumo da devoção ao Sagrado Coração de Jesus e da espiritualidade franciscana” (7).

Pois há um parentesco entre a Oração pela Paz e a espiritualidade franciscana, permitindo que uma se reconheça no espelho da outra. Talvez, L. Boff exagere na fundamentação desse parentesco:

“Existe uma espiritualidade franciscana difusa no espírito de nosso tempo, nascida da experiência de Francisco, de Clara e de seus companheiros. (…) A Oração pela Paz, também chamada Oração de São Francisco, constitui uma das cristalizações desta espiritualidade difusa. Ela não provém diretamente da pena do Francisco histórico, mas da espiritualidade do São Francisco da fé. Ele é seu pai espiritual e por isso seu autor no sentido mais profundo e abrangente da palavra. Sem ele, com certeza, essa Oração pela Paz jamais teria sido formulada nem divulgada e muito menos teria se imposto como uma das orações mais ecumênicas hoje existentes. Ela é rezada pelos fiéis de todos os credos e por professantes de todos os caminhos espirituais” (8).

3. O conteúdo dessa oração

Além do alto teor evangélico da oração, os estudiosos identificam nela ressonâncias de temas clássicos da espiritualidade medieval, especialmente agostiniana, haja vista, as obras de misericórdia espiritual, o esquema do combate aos vícios e as virtudes. As expressões repetitivas lembram João Fécamp, um autor muito próximo da literatura franciscana dos primórdios. A segunda parte da oração apresenta semelhanças de estilo com os ditos de Frei Egídio, companheiro de São Francisco (9), e com a Admoestação 27 do próprio Santo. Esta começa dizendo: “Onde há amor .. não há temor; onde há paciência e humildade, não há ira e perturbação, etc.”

A semelhança com os Ditos do Beato Egídio é maior:

“Bem-aventurado aquele que ama sem desejar ser amado.

Bem-aventurado aquele que venera sem querer ser venerado.

Bem-aventurado aquele que serve sem querer ser servido.

Bem-aventurado aquele que trata bem os outros sem desejar ser bem tratado” (10)

Conclusão

Ao concluir queremos ressaltar duas constatações. A primeira é que a “Oração pela Paz” não é de São Francisco de Assis e, portanto, não convém que continuemos a designá-la como “Oração de São Francisco”, pelo simples fato de que ela não é. A segunda é que essa oração está impregnada de espírito franciscano, tendo tudo a ver com nossa espiritualidade e carisma. Convém, pois, que a tenhamos em alto apreço, a rezemos e divulguemos, em razão de tudo o que ela é: uma oração simples e inspirada, com sabor ecumênico e de grande beleza, que nasce do coração e fala ao coração, em perfeita consonância com o Evangelho – o qual, por sua vez, “é a nossa regra”. Aliás, é próprio do espírito franciscano alegrar-se reconhecendo e admirando o bem, onde quer que ele se encontre: nos irmãos, nos escritos de um pagão, ou nos costumes dos sarracenos. Aqui nos alegramos com uma oração bonita, nascida fora de nossa família, mas não fora do sopro do Espírito.


1. K. ESSER. Gli Scritti di S. Francesco d’Assisi: nuova edizione critica. Edizioni Messaggero, Padova, 1982, 72.

2. D.VORREUX apresenta uma nota crítica em: François d’Assise. Écrits (“Sources Chrétiennes”, n° 285). Introdução e notas de Th. DESBONNETS, J. F. GODET, Th. MATURA e D. VORREUX. Paris: Les Éditions du Ccrf, 1981, 403-404.

3. L. BOFF. A Oração de São Francisco: uma mensagem de paz para o mundo atual. Rio de Janeiro: Sextante, 1999, 16. Seguiremos de perto este livro.

4. L. IRIARTE. Vocação Franciscana. Petrópolis: Vozes, 1976, 187-188, nota 31.

5. L. BOFF, Op. cit. 17.

6. D. VORREUX . Op. cit. 403.

7. L. BOFF. 19.

8. L. BOFF, 12-13.

9. D. VORREUX . Op. cit 403.

10. Ditos do Beato Egídio, 1, em: Fontes Franciscanas e Clarianas. Petrópolis: Vozes, 2004, 1635. Cr. L. Boff, op.cit. 20-21.

Texto publicado na “Revista Franciscana”, FFB, Volume 5, 2005

10 ▒ CRÉDITOS

Datas, fatos e os nascimentos mais importantes no Brasil e no Mundo, em todos os dias do ano, ilustrado com fotos e curiosidades.

SITE ► acontecimentosdodia.com

FONTE PRINCIPAL ► WIKIWAND

OUTRAS FONTES de PESQUISA:

Cidades IBGEFilmowAdoro CinemaBIO (facebook)GShowAniv.DiaAniv.FamososHistoryHistory (facebook)

Paul Sampaio, perfil, 1  Paul Sampaio – Autor

PESQUISA e REALIZAÇÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s