23 de Junho – Elza Soares e Esplanada (BA) – 2017

☺ CAPA • Elza Soares 80 Anos

▒ CIDADE • Esplanada (BA) 86 Anos

▒ NASCIMENTOS • Anna Akhmatova • Ras Tafari Makonnen (Haile Selassie I) • Alfred Kinsey • Dercy Gonçalves • Vilanova Artigas • Isaura Bruno • Richard Bach • João Silvério Trevisan • Randy Jackson • Frances McDormand • Cininha de Paula • Mauro Naves • Hubert Aranha • Zinédine Zidane • Selma Blair • Jason Mraz • Erlon Silva

▒ FALECIMENTOS • Jonas Salk • Leandro • Peter Falk

1 ▒ POSTER e VÍDEOS

GALERIA de VÍDEOS
Principais Vídeos da WEB publicados no Acontecimentos do Dia e outras WEB TVs da Rede Sampaio

2 ▒ NASCIMENTOS

Zinédine Zidane

1889Anna Akhmatova ▒ Anna Akhmátova (em russo e ucraniano: А́нна Ахма́това, Odessa, 23 de junho de 1889 — Leningrado, 5 de março de 1966) é o pseudônimo de Anna Andreevna Gorenko (russo: А́нна Андре́евна Горе́нко; ucraniano: А́нна Андрі́ївна Горе́нко), uma das mais importantes poetisas acmeístas russas. Começou a escrever poesia aos onze anos de idade, mas o pai, um engenheiro naval, temia que Anna viesse a desonrar o nome da família, convencido de estar a adivinhar hábitos decadentes associados à vida artística.


1892Ras Tafari Makonnen (Haile Selassie I) ▒ Haile Selassie GCTE • GCBTO (também grafado Hailé Selassié); em ge’ez: ኃይለ፡ ሥላሴ, “Poder da Trindade”; Ejersa Goro, 23 de julho de 1892 – Adis Abeba, 27 de agosto de 1975), nascido Tafari Makonnen e posteriormente conhecido como Rás Tafari, foi regente da Etiópia de 1916 a 1930 e imperador daquele país de 1930 a 1974. Herdeiro duma dinastia cujas origens remontam historicamente ao século XIII e, tradicionalmente, até ao Rei Salomão e à Rainha de Sabá, Haile Selassie é uma figura crucial na história da Etiópia e da África.


1894Alfred Kinsey ▒ Alfred Charles Kinsey (Hoboken, 23 de junho de 1894 — Bloomington, 25 de agosto de 1956) foi um biólogo americano, professor de entomologia e zoologia e sexólogo que em 1947 fundou o Instituto de Pesquisa do Sexo na Universidade de Indiana agora conhecido como o Instituto Kinsey para Pesquisa do Sexo, Gênero e Reprodução. Ele é mais conhecido por escrever Comportamento Sexual no Homem Humano (1948) e Comportamento Sexual no Homem Humano (1953), também conhecido como o Estudos de Kinsey, bem como a Escala de Kinsey.


23 de junho - Dercy Gonçalves, atriz brasileira

1907Dercy Gonçalves ▒ Dolores Gonçalves Costa, artísticamente conhecida como Dercy Gonçalves (Santa Maria Madalena, 23 de junho de 1907 — Rio de Janeiro, 19 de julho de 2008), foi uma atriz, humorista e cantora brasileira, oriunda do teatro de revista, notória por suas participações na produção cinematográfica brasileira das décadas de 1950 e 1960. Foi reconhecida pelo Guinness Book como a atriz com maior tempo de carreira na história mundial (86 anos).


1915Vilanova Artigas ▒ João Batista Vilanova Artigas (Curitiba, 23 de junho de 1915 — São Paulo, 12 de janeiro de 1985) foi um arquiteto brasileiro cuja obra é associada ao movimento arquitetônico conhecido como Escola paulista. Embora tenha nascido na cidade de Curitiba, Artigas é considerado um dos principais nomes da história da arquitetura de São Paulo, seja pelo conjunto de sua obra aí realizada, seja pela importância que teve na formação de toda uma geração de arquitetos.


23 de junho - Isaura Bruno, atriz brasileira

1916Isaura Bruno ▒ Maria Isaura Bruno (Jaú, 23 de junho de 1926 – Campinas, 2 de maio de 1977) foi uma atriz brasileira, tendo sido a primeira negra a protagonizar uma telenovela, O Direito de Nascer, na extinta TV Tupi. Após o sucesso de O Direito de Nascer, em que viveu a Mamãe Dolores, Isaura fez mais três novelas e alguns filmes.


1936Richard Bach ▒ Bach alcançou enorme sucesso com Fernão Capelo Gaivota. A principal ocupação de Bach foi como piloto reserva da Força Aérea e praticamente todos os seus livros envolvem o voo de certa maneira.


OLYMPUS DIGITAL CAMERA

1944João Silvério Trevisan ▒ João Silvério Trevisan (Ribeirão Bonito, 23 de junho de 1944) é um escritor, jornalista, dramaturgo, tradutor, cineasta e ativista GLBT brasileiro. Ex-seminarista, assumiu sua homossexualidade à época da vigência do Ato Institucional nº 5, o que lhe fez mudar-se para a Califórnia, onde acabou se assumindo politicamente.

1956Randy Jackson ▒ Randall Darius “Randy” Jackson (Baton Rouge, 23 de junho de 1956) é um baixista, cantor, produtor musical e personalidade da televisão, mais conhecido pelo seu papel como jurado no seriado American Idol e como Produtor Executivo do MTV’s America’s Best Dance Crew.


1957Frances McDormand ▒ Frances Louise McDormand (Chicago, 23 de junho de 1957) é uma atriz norte-americana. Foi indicada três vezes ao Oscar — Mississippi Burning (1988), Quase Famosos (2000), Terra Fria (2005) — e vencedora em 1996 (Fargo).


1959Cininha de Paula ▒ Maria Lupicinia Viana de Paula Gigliotti, artisticamente Cininha de Paula (Rio de Janeiro, 23 de junho de 1959), é uma atriz e diretora brasileira. Filha da atriz Lupe Gigliotti, é mãe da atriz Maria Maya, fruto de seu casamento com o diretor e ator Wolf Maya, sobrinha do humorista Chico Anysio e do cineasta Zelito Viana, prima dos atores Marcos Palmeira, Bruno Mazzeo e do comediante Nizo Neto.


23 de junho - Mauro Naves, jornalista esportivo brasileiro

1959Mauro Naves ▒ Mauro César Vieira Naves (Rio de Janeiro, 24 de junho de 1959) é um jornalista e repórter esportivo brasileiro. Trabalha na Rede Globo e cobre jogos da Seleção Brasileira de Futebol, Copa do Mundo de Futebol e Olimpíadas. Também fez, por muitos anos, coberturas da Fórmula 1.


23 de junho - Hubert Aranha, humorista brasileiro

1960Hubert Aranha ▒ Hubert de Carvalho Aranha (Rio de Janeiro, 23 de junho de 1960) é um humorista brasileiro, membro do grupo Casseta & Planeta. Criador do jornal de humor O Planeta Diário, ao lado de seus ex-companheiros d’O Pasquim Reinaldo e Cláudio Paiva, em 1984; como parte da equipe do Planeta, foi co-autor da coluna de Perry White na Folha de S. Paulo (as melhores colunas foram reunidas em 1986 no livro Apelo à razão).


Real Madrid's new French head coach Zinedine Zidane speaks during a press conference at Santiago Bernabeu stadium in Madrid, Spain, 05 January 2016. Real Madrid and France icon Zinedine Zidane took over as Real Madrid's head coach from sacked Rafael Benitez, the Spanish Primera Division soccer club announced on 04 January 2016. EFE/Emilio Naranjo

1972Zinédine Zidane ▒ Zinédine Yazid Zidane (em árabe, زين الدين زيدان; Marselha, 23 de junho de 1972) é um ex-futebolista e técnico francês de origem argelina que atuava como meia. É considerado um dos maiores futebolistas de todos os tempos. Esteve presente na fase mais vitoriosa da história da seleção francesa, que conquistou a inédita Copa do Mundo de 1998 e o segundo título da Eurocopa de sua história.


1972Selma Blair ▒ Selma Blair Beitner (Southfield, 23 de junho de 1972) é uma atriz americana. Estrelou o filme Cruel Intentions e a série de televisãoZoe, Duncan, Jack and Jane, de curta duração, em 1999. Desde então teve papéis notáveis em filmes como Legally Blonde (2001), The Sweetest Thing (2002) e Hellboy (2004), entre outros.

23 de junho - Jason Mraz, cantor e compositor estadunidense

1977Jason Mraz ▒ Jason Thomas Mraz (Mechanicsville, 23 de junho de 1977) é um cantor e compositor norte-americano. Nas suas influências encontram-se o reggae, pop, rock, folk, jazz, e hip hop. O seu primeiro single, “The Remedy (I Won’t Worry)”, foi co-escrito pela equipe de produção musical The Matrix (que já escreveu músicas desde Avril Lavigne até Korn, passando por Britney Spears e Christina Aguilera).


1990Erlon Silva ▒ Erlon de Souza Silva (Ubatã, 23 de junho de 1991) é um canoísta brasileiro. Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016 conquistou a medalha de prata na categoria C-2 1000m ao lado de Isaquias Queiroz. Disputou os Jogos Pan- Americanos de 2011, em Guadalajara, no México,[1] onde conquistou uma medalha de prata, ao lado de Ronilson de Oliveira no C-2 1000 m.[2]

Erlon Silva com Isaquias nas Olimpíadas do Rio 2016.

3 ▒ CAPA do DIA

Elza Soares

80 Anos

Elza da Conceição Soares, mais conhecida pelo nome artístico Elza Soares (Rio de Janeiro, 23 de junho de 1930[1] ou 1937[2]),[nota 1] é uma cantora e compositora brasileira de samba, bossa nova, MPB, sambalanço, samba rock e samba jazz.

Foi eleita em 1999, pela Rádio BBC de Londres, como a cantora brasileira do milênio.

A escolha teve origem no projeto The Millennium Concerts, da rádio inglesa, criado para comemorar a chegada do ano 2000.[3]

Biografia

Filha do operário Alaúrdes Gomes Soares e da lavadeira Josefa Maria da Conceição Soares, Elza da Conceição Soares nasceu na favela da Moça Bonita, em Padre Miguel (hoje Vila Vintém), e ainda pequena mudou-se para o bairro da Água Santa[4], onde foi criada.

Em sua infância vivia a brincar na rua, soltar pipa, piões de madeira, até brigar com os meninos.

Era uma vida pobre, porém feliz para uma criança, apesar de ter que trabalhar, levando latas d’água na cabeça.[4][5]

Caetano Veloso entrevista Elza Soares.

Aos treze anos de idade, por ordens do pai, foi obrigada a parar de estudar e casou-se com Lourdes Antônio Soares.

Aos catorze anos de idade deu à luz seu primeiro filho.[2]

Como tinha o sonho de cantar, e precisava comprar remédios para seu filho recém-nascido, participou do programa de Ary Barroso na Rádio Tupi, e fez sua primeira apresentação ao vivo no auditório da emissora, que era a maior de seu tempo.

A princípio não foi levada a sério, por seu jeito bem humilde de falar e se vestir, o que levou Ary Barroso a perguntar ironicamente a ela: “De que planeta você veio?”, ao que Elza respondeu:

“Vim do mesmo planeta que o senhor”. “E posso saber de que planeta eu sou?”. “Do Planeta Fome”.

Apesar deste momento de chacota por parte do apresentador, Elza não se abalou e, ao cantar mostrou todo seu potencial.

Assim ganhou um dinheiro de participação e comprou os remédios do filho, mas que mesmo assim faleceu.[4]

Aos quinze anos de idade passou por outro grande trauma: Seu segundo filho faleceu.

Com o marido doente, acometido por tuberculose,[4] passou a trabalhar como encaixotadora e conferente na fábrica de sabão Véritas, no Engenho de Dentro.

Com a recuperação do marido um ano depois, ele a proibiu de trabalhar fora novamente, e Elza voltou a ser dona de casa.

Aos 21 anos ficou viúva[2], e já estava com cinco filhos para criar, três meninos e duas meninas.

Desempregada e passando necessidades, começou a trabalhar como faxineira e empregada doméstica, funções que exerceu por muitos anos.

Mesmo nesta vida de batalhas, jamais desistiu do sonho de cantar, e sempre se inscrevia em seleções musicais e mandava suas letras de músicas para rádios.

Algumas vezes conseguia participar de pequenas apresentações.

Tais Araújo (esq) interpreta Elza Soares, em filme sobre Garringha.

Após bastante tempo que surgiu uma oportunidade na televisão e ela de fato entrou na música.

Ainda antes de trabalhar com música, ocorreu um grande abalo na sua vida: sua filha Dilma foi sequestrada.

Elza foi enganada, e deixou a menina com um casal, que recebia dinheiro para tomar conta dela enquanto trabalhava. Com o tempo, estabelecera amizade e confiança, e um dia o casal sumiu com a criança, o que a deixou desesperada.

Após muitos anos de buscas, a reencontrou.[2] Porém, seguiu em seu propósito de vida, que era cantar.[4]

Aos 32 anos, já atuando como cantora, após outros relacionamentos, conheceu o jogador de futebol Garrincha.

Ela sofreu preconceito com esse relacionamento, por ser uma cantora de início de carreira se envolvendo com um jogador de futebol que havia se divorciado.

Isso causou a fúria da sociedade, e Elza era xingada, ameaçada de morte, sua casa era alvejada por ovos e tomates, tudo porque seu namorado quis se divorciar da esposa e todos a acusavam de ter acabado com o casamento de Garrincha.

Em 13 de abril de 1969 mais uma dura perda: Josefa Maria da Conceição Soares, mãe de Elza, morreu num acidente de carro em que Garrincha, Elza e a filha Sara também saíram machucados.

Garrincha, que estava alcoolizado, dirigia um Galaxie pela Rodovia Presidente Dutra quando foi fechado por um caminhão que entrava em baixa velocidade na pista.

Todos se machucaram sem gravidade, mas Dona Josefa morreu na hora (foi arremessada para fora do carro).[4]

Elza e Garrincha foram casados por 16 anos, de 1968 a 1982.

O divórcio ocorreu a diversas crises conjugais e brigas violentas por causa do alcoolismo de Garrincha e de seus ciúmes.

Os amigos de seu marido não aceitavam Elza como esposa, e a xingavam de bruxa, que queria controlar o marido, pois ela rodava os bares pedindo para ninguém dar bebida alcoólica ao marido.[4]

Elza Soares com Garrinchinha, em 1977.

O casal teve apenas um filho, um menino, nascido em 1976, que o jogador queria tanto, pois só teve filhas mulheres com a outra esposa.

O garoto recebeu o mesmo nome de seu pai, Manoel Francisco dos Santos Filho, sendo apelidado de Garrinchinha.

Em 1983 Garrincha morreu de cirrose, o que a fez ficar arrasada, mesmo já estando separada dele.

Em 11 de janeiro de 1986, outra tragédia em sua vida: seu filho morreu em um acidente de carro aos 9 anos de idade, ao voltar da primeira visita que fez à terra do pai, no distrito de Pau Grande, em Magé.

Chovia muito, e o motorista do carro perdeu o controle, a porta do carro se abriu e o menino foi arremessado para dentro do rio Imbariê, na Rodovia Rio-Teresópolis.

Elza ficou derrotada com a perda desse filho, tentou o suicídio, felizmente sem sucesso, e decidiu sair do Brasil, morando fora por alguns anos, fazendo turnês pela Europa e EUA.

Depois de muitos anos investigando onde sua filha estava, ao voltar ao Brasil descobriu seu paradeiro, o que foi um recomeço em sua vida.

Ela já estava formada, tinha boa educação e uma vida estruturada, e a aceitou como mãe ao longo do tempo.[4]

Apesar de tantas atribulações, Elza é conhecida na mídia por sempre aparecer feliz e cantando, sorrindo, o que mostra um exemplo de vitória para quem passa por dificuldades como ela passou.

23 de junho - Elza Soares, cantora brasileira

Elza teve oito filhos: Seus dois primeiros filhos, ambos meninos, que faleceram recém nascidos, e posteriormente teve João Carlos, Gerson, Gilson, Dilma, Sara e Manoel Francisco (Garrinchinha).

Em 26 de julho de 2015, Elza perdeu seu quinto filho, Gilson, de 59 anos de idade, vítima de complicações de uma infecção urinária. O fato a abalou muito, e comoveu o Brasil.[6]

Carreira

O início de sua carreira musical se deu quando ela ainda se apresentava em show de calouros, apresentado por Ary Barroso.

Elza Soares tornou-se popular com as canções Se Acaso Você Chegasse, Mas Que Nada, A Carne, entre outros sambas de sucesso. Recebeu indicações ao GRAMMY Awards e foi eleita pela BBC de Londres “a cantora do milênio”.

Em 2007, a cantora foi convidada para cantar o Hino Nacional Brasileiro a cappella na Cerimônia de Abertura dos Jogos Panamericanos Rio 2007.

Elza Soares se apresentando em show das Olimpíadas do Rio 2016.

Já no ano de 2016 se apresentou na Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, onde cantou “O Canto de Ossanha” um clássico de Baden Powell e Vinicius de Moraes.

Seu último álbum chama-se “A mulher do Fim do Mundo”, um disco de Samba Eletrônico lançado em 2015, aclamado pela crítica como um dos melhores discos dos últimos anos da MPB e que lhe rendeu o prêmio de Melhor Álbum na categoria Pop/rock/reggae/hip-hop/funk.

Além disso, o disco ainda lhe rende outros frutos, como a indicação de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira e, também, o Prêmio de Melhor música em Língua Portuguesa no 17º Latin Grammy Awards.

Elza participou de um show de calouros apresentado pelo renomado músico brasileiro Ary Barroso, e recebeu as maiores notas.

No fim da década de 1950, Elza Soares fez uma turnê de um ano pela Argentina, juntamente com Mercedes Batista. Tornou-se popular com sua primeira música Se Acaso Você Chegasse, na qual introduziu o scat similar a do jazzista Louis Armstrong, contudo, Elza diz que não conhecia a música americana na época. [7] Mudou-se para São Paulo, onde se apresentou em teatros e casas noturnas. A voz rouca e vibrante tornou-se sua marca registrada.

Após terminar seu segundo LP, A Bossa Negra, Elza foi ao Chile representando o Brasil na Copa do Mundo da FIFA de 1962, onde conheceu pessoalmente Louis Armstrong.[8]

Seu estilo “levado” e exagerado fascinou o público no Brasil e no exterior.

Nos anos de 1967 a 69, Elza gravou três álbuns LP pela Gravadora Odeon, com o cantor Miltinho(Elza, Miltinho e Samba) – Vol_1 (1967), Vol_2 (1968) e Vol_3 (1969)],

Esses discos tinham, majoritariamente, o esquema de pot-pourri em duetos e caíram no gosto de público e crítica, levando a uma trilogia de sucesso; tiveram produção de Milton Miranda e Hermínio Bello de Carvalho, sendo, posteriormente, todos relançados em 2003 pela EMI em CDs.

Nos anos 70, Elza iniciou uma turnê pelos Estados Unidos e Europa.

Em 2000, foi premiada como “Melhor Cantora do Milênio” pela BBC em Londres, quando se apresentou num concerto com Gal Costa, Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Virgínia Rodrigues.

No mesmo ano, estreou uma série de shows de vanguarda, dirigidos por José Miguel Wisnik, no Rio de Janeiro.

Elza Soares teve inúmeras músicas no topo das listas de sucesso no Brasil ao longo de sua carreira; alguns dos maiores sucessos incluem: Se Acaso Você Chegasse (1960), Boato (1961), Cadeira Vazia (1961), Só Danço Samba (1963), Mulata Assanhada (1965) e Aquarela Brasileira(1974).

Alguns dos álbuns de Elza foram relançados em versões remasterizadas de CD: de 1961 – A Bossa Negra (contendo seu maior sucesso no ano, Boato) – e de 1972, com uma grandiosa banda, Elza Pede Passagem (produzido por Dom Salvador), sendo dois dos seus mais aclamados trabalhos.

Elza pede passagem não fez tanto sucesso como seus trabalhos anteriores, quando lançados originalmente no Brasil; no entanto, é considerado um clássico e representante do som samba-soul do início dos anos 70.

Em 2002, o álbum Do Cóccix até o Pescoço garantiu-lhe uma indicação ao Grammy.

O disco foi bem recebido pelos críticos musicais e divulgou uma espécie de quem é quem dos artistas brasileiros que com ela colaboraram: Caetano Veloso, Chico Buarque, Carlinhos Brown e Jorge Ben Jor, entre outros.

O lançamento impulsionou numerosas e bem-sucedidas turnês pelo mundo.

Em 2004, Elza lançou o álbum Vivo Feliz.

Não tão bem-sucedido em vendas quanto suas obras anteriores, o álbum continuou a executar o tema de fazer um mix de samba e bossa com música eletrônica e efeitos modernos. O álbum teve colaborações de artistas inovadores como Fred Zero Quatro e Zé Keti.

Em 2007, nos Jogos Pan-americanos do Brasil, Elza interpretou o Hino Nacional Brasileiro, no início da cerimônia de abertura do evento, no Maracanã. E lançou o álbum Beba-me, onde gravou as músicas que marcaram sua carreira.

Elza Soares é uma das convidadas de Brau (Lázaro Ramos) e Michele (Taís Araújo).

Já atuou como puxadora de samba-enredo, tendo passagens pelo Salgueiro, Mocidade[9] e Cubango.

Desde 2008, ano em que Elza completou cinquenta anos de carreira, a vida e obra da cantora é pesquisada pela cineasta e jornalista Elizabete Martins Campos, que dirigiu o longa-metragem My Name is Now, Elza Soares, lançado em 2014.[10]

Em 2010, gravou a faixa Brasil, no disco tributo a Cazuza Treze parcerias com Cazuza, produzido pelo saxofonista George Israel, da banda Kid Abelha.

Nesta faixa há a participação do saxofonista e do rapper Marcelo D2.

Como grande amiga do artista, já havia gravado Milagresantes, inclusive apresentando-a ao vivo com o próprio Cazuza.

Também naquele ano, pela primeira vez a artista comandou e puxou um trio elétrico no circuito Dodô (Barra – Ondina). O trio levou o nome de A Elza pede passagem, arrastando uma grande multidão pelas ruas de Salvador no carnaval daquele ano.

Em 2011, gravou a música Perigosa, já cantada pelo grupo As Frenéticas, para a minissérie Lara com Z, da Globo.

Também neste ano, gravou a música Paciência, de Lenine, para o filme Estamos Juntos.

Em 2012, fez uma participação na música Samba de preto da banda paulista Huaska, faixa título do terceiro CD da banda.

Em 2014, estreia o show A Voz e a Máquina, baseado em musica eletrônica acompanhada na palco apenas pelos DJs Ricardo Muralha, Bruno Queiroz e Guilherme Marques. Nesse mesmo ano, a cantora fez uma série de espetáculos intitulada Elza Canta e Chora Lupicínio Rodrigues, em comemoração ao centenário do cantor e compositor gaúcho de marchinhas e samba Lupicínio Rodrigues. [11]

No ano de 2015, Elza Soares lançou o seu disco A Mulher do Fim do Mundo, primeiro álbum em sua carreira só com músicas inéditas.

O Pitchfork, um dos sites de música mais importantes do mundo, o elegeu com o título de melhor novo álbum. No artigo, o site diz que Soares “desenvolveu uma das vozes mais distintas da Música Popular Brasileira”.[12]

As canções do disco falam sobre sexo, morte e negritude, e foram compostas pelos paulistas José Miguel Wisnik, Rômulo Fróes e Celso Sim.

Nos shows, a cantora vem acompanhada dos músicos Kiko Dinucci, Marcelo Cabral, Rodrigo Campos, Romulo Fróes, Felipe Roseno e Guilherme Kastrup, além da participação especial da banda Bixiga 70, do Quadril – Quarteto de Cordas e do cantor Rubi. [13][14]

O álbum surgiu do encontro da cantora com a estética musical contemporânea de São Paulo.

Discografia

  • Se acaso você chegasse (Odeon, 1960)
  • A bossa negra (Odeon, 1960)
  • O samba é Elza Soares (Odeon, 1961)
  • Sambossa (Odeon, 1963)
  • Na roda do samba (Odeon, 1964)
  • Um show de Elza (Odeon, 1965)
  • Com a bola branca (Odeon, 1966)
  • O máximo em samba (Odeon, 1967)
  • Elza, Miltinho e samba (Odeon, 1967)
  • Elza Soares, baterista: Wilson das Neves (Odeon, 1968)
  • Elza, Miltinho e samba – vol. 2 (Odeon, 1968)
  • Elza, carnaval & samba (Odeon, 1969)
  • Elza, Miltinho e samba – vol. 3 (Odeon, 1969)
  • Samba & mais sambas (Odeon, 1970)
  • Maschera negra / Che meraviglia (compacto simples / lançado na Itália, 1970)
  • Elza pede passagem (Odeon, 1972)
  • Elza Soares (Odeon, 1973)
  • Elza Soares (Tapecar, 1974)
  • Nos braços do samba (Tapecar, 1975)
  • Lição de vida (Tapecar, 1976)
  • Pilão + Raça = Elza (Tapecar, 1977)
  • Senhora da terra (CBS, 1979)
  • Elza negra, negra Elza (CBS, 1980)
  • Som, amor trabalho e progresso / Senta a púa (compacto simples / RGE, 1982)
  • Alegria do povo / As baianas (compacto simples / Recarey, 1985)
  • Somos todos iguais (Som Livre, 1985)
  • Voltei (RGE, 1988)
  • Trajetória (Universal Music, 1997)
  • Carioca da Gema – Ao vivo (1999)
  • Do cóccix até o pescoço (Maianga, 2002)
  • Vivo feliz (Tratore, 2003)
  • Beba-me – Ao vivo (Biscoito Fino, 2007)
  • A Mulher do Fim do Mundo (2015)

Coletâneas

  • Grandes Sucessos de Elza Soares (Tapecar, 1978)
  • Salve a Mocidade (Tapecar, 1997)
  • Meus Momentos – Volumes 1 & 2 (EMI Brasil, 1994)
  • Elza Soares – Raízes do Samba (EMI Brasil, 1999)
  • Sambas e mais sambas – vol. 2 (Raridades) (EMI Brasil, 2003)
  • Deixa a nega gingar – 50 anos de carreira (EMI Brasil, 2009)

Homenagem

Em 23 de junho deste ano, 2017, a cantora Elza Soares faz 80 anos e é a homenageada da próxima edição do “Navegando pela Enciclopédia”, projeto criado com o apoio da Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras, que tem como objetivo dialogar com a obra de grandes artistas brasileiros. A atividade será conduzida pelo músico, compositor, historiador e pesquisador Salloma Salomão, na Sala dos Pôsteres do Auditório Ibirapuera. Fonte: Sopa Cultural

Prêmios e Indicações

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref.
2003 Grammy Latino Melhor Álbum de Música Popular Brasileira “Do Cóccix até o Pescoço” Indicado [15]
2015 Troféu APCA Melhor Álbum A Mulher do Fim do Mundo Venceu [16]
Prêmio Plumas & Paetês Cultural Homenagem Elza Soares Venceu [17]
2016 Prêmio da Música Brasileira Melhor Álbum A Mulher do Fim do Mundo Venceu [18]
Melhor Música “Maria da Vila Matilde” Indicado
Melhor Cantora Elza Soares Indicado
Prêmio Multishow de Música Brasileira Canção do Ano (Debate do Superjúri) “Maria da Vila Matilde” Venceu [19]
Disco do Ano (Debate do Superjúri) A Mulher do Fim do Mundo Indicado
Grammy Latino Melhor Canção em Língua Portuguesa “Maria da Vila Matilde” Indicado [20]
Melhor Álbum de Música Popular Brasileira A Mulher do Fim do Mundo Venceu
Troféu Raça Negra Homenagem Elza Soares Venceu [21]

CITAÇÃO

Elza Soares – Querer é poder

“Eu sou muito pirada, eu sou uma criatura muito viva, muito ativa, acho que tudo que está na minha cabeça tem que acontecer, eu quero pular corda, eu quero estar feliz, eu quero malhar, eu quero acordar cedo, eu quero, entendeu?”

Elza Soares / Fonte: Kd Frases

Elza Soares

Elza da Conceição Soares

(Rio de Janeiro, 23 de junho de 1930)

80 Anos

4 ▒ ACONTECIMENTOS


1894 – Fundação do Comitê Olímpico Internacional na Sorbona, em Paris, por iniciativa do barão Pierre de Coubertin. Em 23 de junho de 1894, na Sorbonne, no coração de Paris, delegados de nove países — Bélgica, França, Reino Unido, Grécia, Itália, Rússia, Espanha, Suécia e Estados Unidos — fundam o Comitê Olímpico Internacional (COI). Nascia, neste dia, os Jogos Olímpicos da Era Moderna, que seriam definitivamente realizados em Atenas de 6 a 15 de abril de 1896.


5 ▒ FALECIMENTOS


1995Jonas Salk ▒ Jonas Edward Salk (Nova Iorque, 28 de outubro de 1914 — La Jolla, 23 de junho de 1995) foi um médico, virologista e epidemiologista norte americano, mais. conhecido como o inventor da primeira vacina antipólio (a epônima vacina Salk). Trabalhou em Nova Iorque, Michigan, Pittsburgh e Califórnia.
23 de junho - Leandro, cantor e compositor brasileiro
1998Leandro ▒ Luís José da Costa (Goianápolis, 15 de agosto de 1961 — São Paulo, 23 de junho de 1998), mais conhecido como Leandro, foi um cantor e compositor brasileiro, que formou com seu irmão Leonardo (Emival Eterno da Costa) a dupla sertaneja Leandro & Leonardo.

23 de junho - Peter Falk, ator estadunidense

2011Peter Falk ▒ Peter Michael Falk (Nova Iorque, 16 de setembro de 1927 — Beverly Hills, 23 de junho de 2011) foi um ator norte-americano famoso pelo seu papel em Columbo, uma série policial de TV, sucesso mundial na década de 1970, na qual desempenhava o papel do detetive Columbo, um tenente da Polícia de Los Angeles que descobria e resolvia em cada episódio um mistério relacionado com um assassinato.[1]

6 ▒ FERIADOS e EVENTOS CÍCLICOS

23 de junho - Fundação do Comitê Olímpico Internacional na Sorbona, em Paris, por iniciativa do barão Pierre de Coubertin.

Internacional

Dia do Atleta Olímpico – Criado pelo COI – Comitê Olímpico Internacional.

23 de junho - Dia do Atleta Olímpico - Criado pelo COI

Brasil

Dia Nacional do Desporto – Criado pela Lei Pelé (art. 86)

Polônia, Nicarágua e Uganda

7 ▒ TRAGÉDIAS da HUMANIDADE

8 ▒ CIDADES ANIVERSARIANTES

Dados do IBGE

23

Babaçulândia (TO)

23

Cristalândia (TO)

23

Cristianópolis (GO)

23

Esplanada (BA)

23

Eusébio (CE)

23

Farol (PR)

23

Itapiúna (CE)

23

Jacupiranga (SP)

23

Pium (TO)

23

Rio do Oeste (SC)

EsplanadaBA

86 Anos

23 de Junho de 1931

esplanada.ba.gov.br

Esplanada é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2013 era de 35.930 habitantes.

Mapa de localização — Esplanada (BA) — 86 Anos.

Originou-se a partir da sesmaria do Timbó, antiga vila de origem nas terras de João José de Oliveira Leite, o Barão de Timbó.

A partir do fim do século XIX se desenvolveu com os primeiros trilhos de ferrovias. Frades capucinhos chegaram a Esplanada e construíram o grande Convento da cidade. Logo depois, Antônio Conselheiro e seus seguidores chegaram à vila e edificaram o que tornaria-se o cemitério da cidade.

História

No início do século XIX, desbravadores portugueses, em busca de ouro e pedras preciosas se embrenhavam pelos sertões destruindo matas virgens, dizimando e escravizando índios e dando origem à formação de novos povoados.

Lagoa do Mamucabo – Baixio — Esplanada (BA) — 86 Anos.

Atraídos pela fertilidade das terras se fixaram na região da então comunidade de Senhora Madre e Itapicuru da Praia, atual cidade do Conde. Ali formaram o Arraial do Timbó com mão de obra escrava e indígena, surgindo assim à aristocracia agrária de Conde.

Segundo os dados do Censo de 1995 (primeiro realizado na Bahia), o município de Esplanada teve origem desse arraial que pertencia ao município de Conde, Timbó, economicamente beneficiado com o advento da estrada de ferro BAHIA-SÃO FRANCISCO, antiga Viação Férrea, hoje Viação Férrea Leste Brasileiro.

Monumento do Cristo da cidade — Esplanada (BA) — 86 Anos.

A referida rodovia se estenderia no trecho Timbó – Alagoinhas.

A partir do ano de 1860, quando se deu início à construção da estrada de ferro, grande números de pessoas se deslocaram e se instalaram no arraial favorecendo o seu desenvolvimento.

Em 1886, chega ao Timbó o Coronel Augusto Ribeiro Guimarães, procedente da cidade de Estância – SE.

Nessa época a locação da estrada chega a 5 km, sendo construídos galpões e almoxarifado para guardar o material. Um ano após, os operários descobriram um minadouro, a 360 m do canteiro de obras, que deu motivo a um engenheiro edificar ali a estação do Timbó.

Centro Administrativo — Esplanada (BA) — 86 Anos.

Um garimpeiro construiu a primeira casa e a Companhia fez outra que abrigaria o agente e o telegrafista da estação.

Várias pessoas se deslocaram do Conde para o local onde foi construída a estação. Uma família ergueu uma pequena capela e muitas casinhas surgiram em torno da mesma.

Foi construído um grande depósito junto à estação, destinado à guarda de mercadorias e um vira-mundo para mudar as máquinas do trem de posição para o retorno.

Em 1890, outras casas foram construídas e diversas famílias vieram residir no povoado.

Por volta de 1901, Monsenhor Zacarias Luz, a procura de saúde, chega ao local da construção da estação para conhecê-lo.

No ano seguinte conseguiu que o arcebispo o nomeasse pároco da cidade vizinha, Aporá, e passou a residir no povoado de Esplanada.

Logo fundou uma escola, organizou uma filarmônica com os alunos e deu início a um teatrinho que, anos depois, se tornou o Grêmio da Igreja matriz.

Monumento do Cristo recebe visitantes — Esplanada (BA) — 86 Anos.

Nomeado vigário do povoado, celebrou a primeira comunhão das crianças de Esplanada e do Timbó, instalou o Apostolado da Oração, a Pia das Filhas de Maria e abriu o abrigo de Santo Antonio do Timbó.

No período de 1904 a 1908, os frades Capuchinhos, em missão catequética na região, se instalam e começam a construir o convento que tinha por objetivo ministrar o princípio da doutrina cristã, bem como abrigar os frades idosos e doentes.

Conta-se que um deles, mais precisamente no ano de 1889, em passagem pelo arraial e tendo se demorado alguns dias, maravilhado com a localidade, afirmou: “Essa localidade é uma verdadeira esplanada”. Daí a origem do nome do município.

Rodoviária às margens da BR-101 — Esplanada (BA) — 86 Anos.

Quando o convento foi inaugurado, em 1908, foi criada definitivamente a paróquia de Esplanada acrescida à de Aporá.

No ano de 1909, por causa da estrada de ferro, autoridades, negociantes e cartórios de justiça mudaram-se do Conde para Esplanada e com eles, muitas famílias também fixaram residência no arraial fugindo dos conflitos provenientes da guerra de Canudos.

No ano seguinte, 1910, chega a Esplanada o primeiro frade doente, para o hospício (Convento), recém vindo da Itália.

Era frei José de Monsano. Em 1917, ele adquiriu terreno e prédio e fundou a Escola Marista, que começou a funcionar em 1924 fazendo um grande bem à comunidade, entretanto por várias dificuldades não se manteve, vindo a fechar.

Hoje o prédio é Patrimônio do Convento.

Crescera o efetivo populacional do arraial e já era significativo o seu desenvolvimento.

Desse modo, em 10 de julho de 1912, o governo elevou-o à categoria de vila e transferiu a sede do município de Conde para a então Vila de Esplanada, pela Lei Estadual n° 889.

Foram criados os Distritos e o Município.

Naquela época era município único, formado pelos Distritos de Esplanada (sede), Conde e Palame.

No ano de 1921, Esplanada recebeu os foros de cidade, mas continuou como distrito do Conde embora permanecesse como sede deste município (Conde).

O Arraial de Esplanada foi convertido em cidade pelo Decreto Estadual n° 7.455, em 23 de junho de 1931.

Em 8 de julho do mesmo ano, através do Decreto 7.479, foi anexado ao seu território o Município de Vila Rica e criada uma subprefeitura, denominada intendência, na antiga Vila do Conde, tendo como intendente o Dr. Virgílio Serra.

Sendo que em 1932, desapareceu a denominação intendência que passou a chamar-se prefeitura, por conseguinte e o intendente, prefeito.

Em 1935 foi restaurado o município de Conde, que se desvinculou da Vila de Esplanada e está na condição de mais novo município passa a se formar pelos Distritos de Esplanada (sede), Palame e São José do Mocambo, composição esta que vigora ainda hoje.

Estátua do Cristo recebe visitantes — Esplanada (BA) — 86 Anos.

Desde então Esplanada vem progredindo a passos largos, sem, no entanto deixar de lado a sua principal característica que a fez conquistar tantos desbravadores: o clima acolhedor.

Este, inclusive, como um dos motivos da permanência de vários visitantes, que se tornaram moradores. As pessoas com problemas de saúde encontravam aqui todas as condições favoráveis para o seu pronto restabelecimento.

Hoje, além do clima acolhedor, conserva também o dom de receber bem todos que nela se aportam, dando-lhes condições de sobrevivência e uma vida tranquila.[6]

9 ▒ GALERIA de FOTOS

10 ▒ CRÉDITOS

Datas, fatos e os nascimentos mais importantes no Brasil e no Mundo, em todos os dias do ano, ilustrado com fotos e curiosidades.

SITE ► acontecimentosdodia.com

FONTE PRINCIPAL ► WIKIWAND

OUTRAS FONTES de PESQUISA:

Cidades IBGEFilmowAdoro CinemaBIO (facebook)GShowAniv.DiaAniv.FamososHistoryHistory (facebook)

Paul Sampaio, perfil, 1  Paul Sampaio – Autor

PESQUISA e REALIZAÇÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s