☺ CAPA • Marília Gabriela 69 Anos

▒ CIDADE • Juiz de Fora (MG) 167 Anos

▒ NASCIMENTOS • Inácio de Loyola • Walt Whitman • Zilka Sallaberry • Clint Eastwood • Luiz Carlos Miele • John Bonham • Marco Nanini • Paulinho da Costa • Tom Berenger • Lea Thompson • Brooke Shields • Marcelo Falcão • Colin Farrell

▒ FALECIMENTOS • Joseph Haydn • Boris Pasternak • Frei Damião • Maurício Torres

1 ▒ POSTER e VÍDEOS

GALERIA de VÍDEOS
Principais Vídeos da WEB publicados no Acontecimentos do Dia e outras WEB TVs da Rede Sampaio

2 ▒ NASCIMENTOS

Zilka Sallaberry

1491 — Inácio de Loyola ▒ Inácio de Loyola ou Loiola, nascido Íñigo López (Azpeitia, 31 de maio de 1491 — Roma, 31 de julho de 1556) foi o fundador da Companhia de Jesus, uma ordem religiosa católica romana que teve grande importância na Reforma Católica, cujos membros são conhecidos como os jesuítas. Em 2009, a Companhia de Jesus era a ordem religiosa masculina mais numerosa na Igreja Católica.


1819 — Walt Whitman ▒ Walt Whitman (Huntington31 de maio de 1819 – Camden26 de março de 1892) foi um poeta, ensaísta e jornalista norte-americano, considerado por muitos como o “pai do verso livre“. Paulo Leminski o considerava o grande poeta da Revolução americana, como Maiakovsky seria o grande poeta da Revolução russa[1].


1917 — Zilka Sallaberryatriz brasileira. ▒ Zilka Sallaberry (Rio de Janeiro31 de maio de 1917 — Rio de Janeiro10 de março de 2005) foi uma atriz brasileira. Obteve grande sucesso com personagens de telenovelas, como a Sinhana de Irmãos Coragem, Donana Medrado de O Bem Amado e a Dona Benta do Sítio do Pica-Pau Amarelo, papel que mais marcaria sua carreira.


1930 — Clint Eastwood ▒ Clinton “Clint” Eastwood, Jr. (São Francisco, 31 de maio de 1930) é um ator, cineasta e produtor dos Estados Unidos. Ganhou quatro vezes o Oscar — duas cada como Melhor Diretor e de Melhor Filme —, e foi homenageado em 1995, recebendo o Prêmio Memorial Irving G. Thalberg em reconhecimento à sua longa carreira no cinema.[1]


 

1938 — Luiz Carlos Miele ▒ Luís Carlos d’Ugo Miele (São Paulo, 31 de maio de 1938 – Rio de Janeiro, 14 de outubro de 2015) foi um produtor, ator, escritor, apresentador e diretor brasileiro de televisão, teatro, cinema e espetáculos.


1948 — John Bonham ▒ John Henry Bonham (Redditch, 31 de maio de 1948 — Clewer, 25 de setembro de 1980) foi um músico e compositor inglês, mais conhecido por ter sido o baterista da banda Led Zeppelin. Bonham era admirado por sua velocidade, potência, sons característicos, e “sensação” para o groove.

1948 — Marco Nanini ▒ Marco Antônio Barroso Nanini (Recife, 31 de maio de 1948) é um ator, diretor de teatro, humorista, dramaturgo e produtor teatral brasileiro. No ano de 1986 estreou a peça O Mistério de Irma Vap com Ney Latorraca, reconhecida pelo Guinness Book como a peça que manteve o mesmo elenco por mais tempo, sendo 11 anos em cartaz[5].


1948 — Paulinho da Costa ▒ Paulo Roberto da Costa, conhecido como Paulinho da Costa (Rio de Janeiro, 31 de maio de 1948), é um percussionista brasileiro que se tornou um do músicos mais requisitados nos estúdios de gravações em Los Angeles, no estado da Califórnia . Sendo um dos músicos que mais gravou e participou de discos nos tempos modernos, foi considerado pela revista Down Beat “um dos percussionistas mais talentosos do nosso tempo”.


1949 — Tom Berenger ▒ Tom Berenger, nome artístico de Thomas Michael Moore (Chicago, 31 de maio de 1949), é um ator norte-americano, conhecido por suas atuações em Platoon e O Atirador.


1961 — Lea Thompson ▒ Lea Thompson (Rochester, 31 de maio de 1961) é uma atriz estadunidense, mais conhecida por interpretar Lorraine, mãe de Marty McFly na série de filmes Back to the Future (De Volta para o Futuro). Ainda na década de 1980 participou de filmes de considerável sucesso como Red Dawn (br: Amanhecer Violento), de 1984, Howard the Duck (br: Howard, o Super-Herói), de 1986, e Some Kind of Wonderful (br: Alguém Muito Especial), de 1987, onde conheceu seu marido, o diretor Howard Deutch.


1965 — Brooke Shields ▒ Brooke Christa Camille Shields (Nova Iorque, 31 de maio de 1965) é uma atriz americana. Ganhou fama como atriz ainda criança e na adolescência como uma das mais fotografadas e reconhecidas modelos do mundo.


1973 — Marcelo Falcão ▒ Marcelo Falcão Custódio (Rio de Janeiro, 31 de maio de 1973) é um músico , vocalista e compositor brasileiro do grupo O Rappa. Nasceu e cresceu no bairro Engenho Novo na cidade do Rio de Janeiro.


1976 — Colin Farrell ▒ Colin James Farrell (Dublin, 31 de maio de 1976) é um ator irlandês. Estrelou filmes como Minority Report, Alexandre, Miami Vice, O Novo Mundo e Fantastic Beasts and Where to Find Them.

3 ▒ CAPA do DIA

Marília Gabriela

69 Anos

Marília Gabriela Baston de Toledo, também conhecida como Gabi, (Campinas31 de maio de 1948) é uma jornalistaentrevistadoraatrizcantoraapresentadora de televisão e escritora brasileira[1]

Biografia

Marília iniciou sua carreira de jornalista em 1969, como estagiária do Jornal Nacional da Rede Globo.

No mesmo ano, foi chamada para ser apresentadora do telejornal Jornal Hoje, em São Paulo.

Em 1973, estreou no Fantástico, com uma reportagem sobre o aniversário de morte de Carmen Miranda.

Logo depois, ela foi contratada para ser repórter especial do Fantástico, fazendo viagens por todo Brasil.

Marília Gabriela na TV Mulher com Marta Suplicy – Rede Globo.

Em 1980, Marília passou a ser âncora do programa TV Mulher, com co-apresentação do jornalista Ney Gonçalves Dias e quadros especializados com, por exemplo, a então sexóloga Marta Suplicy, o estilista Clodovil Hernandez, o cartunista Henfil, o psicanalista Eduardo Mascarenhas, a nutricionista Marilu Torres, a esteticista Ala Szerman, a colunista social Hildegard Angel, entre outros.

Gravou dois discos pela Som Livre e pela Universal Music, intitulado Perdida de Amor, com participações de Simone e Caetano Veloso.

Depois de deixar o programa TV Mulher, em 1984, foi correspondente da TV Globo na Inglaterra, por cerca de seis meses, além de matérias especiais de Nova Iorque para o programa Fantástico.

Descontente, aceitou proposta de Johnny Saad para mudar para a Rede Bandeirantes.

A partir de 1985, apresenta o programa Marília Gabi Gabriela, já na TV Bandeirantes (quartas-feiras às 21h30).

Com os baixos índices de audiência, deixou o programa de variedades para apresentar exclusivamente o de entrevistas que marcou a carreira e lhe trouxe a fama de a maior entrevistadora da TV brasileira, o Cara a Cara, ao final das noites de domingo.

De 1987 a 1994 apresentou o Jornal Bandeirantes, o programa Cara a Cara, no qual entrevistou políticos e personalidades nacionais e internacionais.

No período da primeira eleição para presidente, após o Golpe de 64, Marília destacou-se por mediar o primeiro debate entre os candidatos Lula e Fernando Collor de Mello, também pela Band.

Marília Gabriela em entrevista com Jô Soares.

Depois de deixar a emissora, foi contratada pela Rede CNT para apresentar um programa de entrevistas no horário nobre pelo salário recorde de 1 milhão de reais por mês.

A soma equivalia a quase meio milhão de dólares nos valores de então.

Foi o maior salário jamais pago a um jornalista brasileiro.

Mas a experiência durou pouco.

Em 1997, ela foi contratada pelo SBT, onde apresentou o SBT Repórter durante quatro anos.

Nessa mesma emissora apresentou De Frente com Gabi, programa inicialmente semanal que, a partir de maio de 2002, passou a ser apresentado de segunda a sexta-feira.

Neste programa foi ao ar a polêmica entrevista com a cantora Madonna; houve alguns desentendimentos entre as duas, o que levou a entrevista a um grande constrangimento.

Marília Gabriela entrevista elenco do filme ‘Colegas’.

Gabi também teve uma breve passagem pela RedeTV!, onde apresentou o clássico formato de entrevistas nos finais de noite.

Em 2010, foi recontratada pelo SBT para apresentar o De Frente com Gabi aos domingos.

Já em 2013 ganhou um segundo programa, Gabi Quase Proibida, que estreou em 26 de junho.

Em janeiro de 2015, anuncia seu desligamento do SBT, para se dedicar ao teatro e a uma minissérie no GNT.[2][3][4][5]

 Em 2 de dezembro de 2015,após 20 anos deixa o canal GNT.[6]

Palcos

Gabi estreou como atriz de teatro em 2001, protagonizando a peça Esperando Beckett, escrita e dirigida por Gerald Thomas.

Participou também, como atriz, de filmes e telenovelas.

Na telenovela Senhora do Destino, de Aguinaldo Silva, Marília Gabriela interpretou duas personagens em fases distintas: Josefa Medeiros Duarte Pinto, uma jornalista no período da ditadura militar, e sua filha, Guilhermina de Medeiros Duarte Pinto Lefevre.

É uma das protagonistas da série escrita por Aguinaldo Silva sobre a vida de 3 mulheres maduras, chamada CinquentinhaSusana Vieira e Betty Lago completariam o trio.

Marília Pera, José Wilker, Marília Gabriela, Ângela Vieira, Suzana Vieira e Dalton Vigh durante a apresentação do elenco do seriado ‘Cinquentinha’.

Depois de priorizar a carreira de atriz na Rede Globo, e também de comandar Marília Gabriela Entrevista no canal a cabo GNT, retornou ao SBT em junho de 2010 para reapresentar o De Frente com Gabi.[7]

Em 6 de julho de 2010 assinou contrato com a TV Cultura para apresentar o programa Roda Viva, com a manutenção do programa no SBT aos domingos.

Marília Gabriela com Djavan.

Sendo assim, Marília Gabriela passa a apresentar três programas em três emissoras diferentes simultaneamente.

Depois de um ano na TV Cultura o SBT decidiu exclusividade da apresentadora em TV aberta.[8][9]

Vida pessoal

Marília Gabriela cursou o ensino primário no 8º Grupo Escolar do Bonfim, atual Escola Estadual Dom João Nery, localizado na Avenida Erasmo Braga, em Campinas.

O primeiro marido de Marília Gabriela foi Reinaldo Haddad, com quem se casou em 1970.

Em 1972 tiveram um filho, Christiano Cochrane. Em 1974 ficou viúva.[10] De 1976 até 1986, ela foi casada com Zeca Cochrane, com quem teve seu segundo filho, Theodoro Cochrane, ator.

Marília Gabriela entre os filhos Theodoro e Cristiano.

Após diversos relacionamentos, em 1999, após um ano de namoro,[11] Marília Gabriela casou-se com o modelo e ator Reynaldo Gianecchini.

No dia 27 de outubro de 2006, a assessoria de imprensa anunciou a separação do casal.

Marília Gabriela com Reynaldo Gianecchini.

Saúde

Ao longo do dia, antes e depois de fazer refeições regradas, ela toma vitaminas e hormônios.

Sou do tipo que pergunta aos médicos: Tem alguma coisa de novo? Quer testar? Testa em mim“.

Televisão

Atriz

Novelas, Séries & Minisséries
Ano Título Papel Notas Emissora
2004 Senhora do Destino Josefa de Medeiros Duarte Pinto/Maria Guilhermina de Medeiros Duarte Pinto Lefevre Participação Especial Rede Globo
A Diarista Pérola Participação Especial
Sob Nova Direção Branca
2006 JK Celita Bueno Cavallini
Sob Nova Direção Rebeca Participação Especial
2007 Duas Caras Margarida Maria dos Anjos / Margarida McKenzie Salles Prado (Guigui)
2009 Cinquentinha Mariana Santoro
2012 A Vida de Rafinha Bastos Ela Mesma (Episódio: Piloto)websérie Participação Especial YouTube
2013 Chiquititas Ela Mesma [14] SBT
2014 Porta dos Fundos Ela Mesma (Episódio: De Frente) YouTube
As Canalhas Celina [15][16] GNT
2016 Adnight Treinadora de Adnet Programa de estreia [17] Rede Globo

Apresentadora

Programas
Ano Título Emissora
19801984 TV Mulher Rede Globo
1985 Marília Gabi Gabriela Rede Bandeirantes
19871995 Cara a Cara Rede Bandeirantes
19871992 Jornal Bandeirantes Rede Bandeirantes
19951996 Marília Gabi Gabriela CNT/Gazeta
19952000 SBT Repórter SBT
1996 First Class SBT
19982015 Marília Gabriela Entrevista GNT
20002001 Gabi RedeTV!
20022004 De Frente com Gabi SBT
20102011 Roda Viva TV Cultura
20102015 De Frente com Gabi SBT
2012 Reviva Canal Viva
Saturday Night Live RedeTV!
20132014 Gabi Quase Proibida SBT
2016 TV Mulher Canal Viva

Marília Gabriela no filme ‘O Diabo a Quatro’.

Cinema

Longas & Curtas-metragens
Ano Título Papel
1997 Ed Mort Silva
2002 Avassaladoras Débora
2003 Gregório de Mattos Abadessa
2004 O Diabo a Quatro Regina
2005 Quanto Vale ou É por Quilo? (Indisponível)
2008 Sexo com Amor? Mônica
Bellini e o Demônio Letícia
2016 Procurando Dory Marília Gabriela (voz)
Marília Gabriela e Caco Ciocler em ‘Constelacoes’, peça de Nick Payne.

Teatro

Espetáculos
Ano Título
2001 Esperando Beckett
2006 Lady Macbeth
2008 Aquela Mulher
2015 Vanya e Sonia e Masha e Spike

Livro

Silvio Santos faz primeiro ‘selfie’ público com Marília Gabriela.

Discografia

Álbuns

  • 1982: Marília Gabriela

Gravadora – Opus Columbia / Som Livre

  • Faixas do disco
  1. Diga Ao Povo Que Fico (Rita Lee / Roberto de Carvalho)
  2. Bicho de Estimação (Roberto Carlos / Erasmo Carlos)
  3. Ser, Fazer e Acontecer (Gonzaguinha)
  4. Essas Coisas que Eu Mal Sei (Marina Lima / Antônio Cícero)
  5. Sampa (Caetano Veloso)
  6. Dois Namorados (Guto Graça Mello / Naila Skorpio)
  7. Da Cor do Pecado (Bororó)
  8. O Que É, O Que É? (Milton Nascimento / Fernando Brant)
  9. Eramos Três (Tunai / Sergio Natureza)
  10. Cataclisma (Ivan Lins)
  11. Tomara (Caetano Veloso)

Produzido, dirigido e mixado por Durval Ferreira

Marília Gabriela com Maitê Proença.

  • 1984: Marília Gabriela

GravadoraSom Livre

  • Faixas do disco
  1. Sampa
  2. Da Cor Do Pecado
  3. Albatroz
  4. Drão
  5. Mutante
  6. Cataclisma
  7. Diga Ao Povo Que Fico
  8. O Que É, O Que É
  9. Abrir A Porta
  10. Espelho
  11. Tomara
  12. Trem Das Cores

Marilia Gabriela e o elenco do ‘remake’ do TV Mulher.

  • 2002: Perdida de Amor

GravadoraUniversal Music

  • Faixas do disco
  1. Fotografia
  2. Loira
  3. Perdido de Amor
  4. Você
  5. Marina
  6. Este Seu Olhar
  7. Nem Eu
  8. Inútil Paisagem
  9. Alguém Como Tu
  10. Copacabana
  11. Copacabana Blade Runner
  12. Sábado Em Copacabana

“As pessoas se boicotam muito nas suas possibilidades. Deveriam ousar mais, ter a coragem de lutar contra seus fantasmas e encarar essas possibilidades.”

Marília Gabriela / Fonte: Pensador – UOL

Marília Gabriela

Marília Gabriela Baston de Toledo

Gabi

(Campinas31 de maio de 1948)

69 Anos

Hebe Camargo beijando Marília Gabriela.

4 ▒ ACONTECIMENTOS


2002 — Tem início a XVII edição da Copa do Mundo de Futebol 2002.


5 ▒ FALECIMENTOS

1809 — Joseph Haydn ▒ Franz Joseph Haydn (Rohrau, 31 de março de 1732 — Viena, 31 de maio de 1809) foi um dos mais importantes compositores do período clássico. Personifica o chamado “classicismo vienense” ao lado de Wolfgang Amadeus Mozart e Ludwig van Beethoven.


1960Boris Pasternak ▒ Boris Leonidovitch Pasternak (Moscou, 10 de fevereiro de 1890 — Peredelkino, 31 de maio de 1960) foi um poeta e romancista russo. Durante a Primeira Guerra Mundial ele ensina e trabalha em uma usina química dos Urais, o que lhe deu matéria para a sua famosa saga Doutor Jivago anos mais tarde.

1997 — Frei Damião ▒ Frei Damião de Bozzano , nascido Pio Giannotti, OFMCap (Bozzano, 5 de novembro de 1898 — Recife, 31 de maio de 1997) foi um frade italiano radicado no Brasil. Está em processo de beatificação, tendo recebido o título de servo de Deus. Frei Damião ocupou-se em disseminar “as santas missões” pelo interior do Nordeste.


2014 — Maurício Torres ▒ Maurício Thomé Torres (Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 1971 — São Paulo, 31 de maio de 2014) foi um apresentador de televisão e locutor esportivo brasileiro. Maurício Torres trabalhou no Sistema Globo de Rádio e na década de 1990 narrava jogos para os canais Globosat.

6 ▒ FERIADOS e EVENTOS CÍCLICOS

Internacional

7 ▒ TRAGÉDIAS da HUMANIDADE

8 ▒ CIDADES ANIVERSARIANTES

Dados do IBGE

Dia Mês Código Nome da cidade
31 05 260020 Afrânio (PE)
31 05 430380 Campinas do Sul (RS)
31 05 430810 Feliz (RS)
31 05 291460 Irecê (BA)
31 05 521190 Jataí (GO)
31 05 313670 Juiz de Fora (MG)
31 05 313790 Lamim (MG)
31 05 270420 Limoeiro de Anadia (AL)
31 05 431260 Muçum (RS)
31 05 431270 Nonoai (RS)
31 05 270680 Piaçabuçu (AL)
31 05 315980 Santa Vitória (MG)
31 05 316200 São Gonçalo do Sapucaí (MG)
31 05 130390 São Paulo de Olivença (AM)

Juiz de Fora

167 Anos

31 de maio de 1850

pjf.mg.gov.br

Juiz de Fora é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais. Sua população foi contada, no ano de 2010, em 516 247 habitantes, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sendo então o quarto mais populoso de Minas Gerais e o 36º do Brasil. Em julho de 2016 sua população foi estimada em 559 636 habitantes.[6]

Pertencente à mesorregião da Zona da Mata e microrregião de mesmo nome, localiza-se a sudeste da capital do estado, distando desta cerca de 283 km.

Ocupa uma área de 1 429,875 km², sendo que apenas 317,740 km² estão em perímetro urbano.[9]

Vista do Mirante do Morro do Cristo – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

A sede tem uma temperatura média anual de 19,25°C e na vegetação do município predomina a mata atlântica.

Em relação à frota automobilística, em 2014 foram contabilizados 232 374 veículos.[10]

O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,778,[11] considerando como elevado em relação ao estado.[12]

A cidade faz parte do eixo industrial das cidades próximas à BR 040 e das próximas à BR 116.[13]

Vista panorâmica da cidade em 1893. Ao fundo, a Companhia Têxtil Bernardo Mascarenhas e à direita, em primeiro plano, a antiga cadeia, atual Escola Normal. – Juiz de Fora

A cidade de Juiz de Fora foi emancipada de Barbacena na década de 1850.

A versão mais conhecida de sua etimologia é que o nome seja uma referência a um juiz de foramagistrado nomeado pela Coroa Portuguesa para atuar onde não havia juiz de direito, que hospedou-se por pouco tempo em uma fazenda da região, passando esta a ser conhecida como a Sesmaria do Juiz de Fora.[14]

Hoje é formada pela cidade de Juiz de Fora além dos distritos de Rosário de Minas, Torreões e Sarandira, subdivididos ainda em 111 bairros.[15]

Vista noturna da cidade – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Passou a ser conhecida como “Manchester Mineira” à época em que seu pioneirismo na industrialização a fez o município mais importante do estado.

Com a grande crise econômica de 1929, a economia dos municípios mineiros ligados à cafeicultura sofreu grande abalo e Juiz de Fora só conheceu novo período de desenvolvimento a partir da década de 1960.

Sua área de influência estende-se por toda a Zona da Mata, uma pequena parte do Sul de Minas e também do Centro Fluminense.[16]

O município conta ainda com uma importante tradição cultural, que vai desde o seu artesanato até o teatro, a música e o esporte.

Museu do Crédito Real – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Seu principal e mais tradicional clube de futebol é o Tupi Football Club, fundado em maio de 1912.[17]

Juiz de Fora também é destaque no turismo, com seus diversos atrativos culturais, naturais e arquitetônicos. Alguns dos principais são o Museu Mariano Procópio, o Cine-Theatro Central e o Parque da Lajinha.[18]

Um dos principais eventos é o Carnaval de Juiz de Fora, que teve suas origens na época de emancipação do município.

No final da década de 1930, até a década de 1960, o auge do Carnaval mudou de foco e a festa nos clubes pairou sobre Juiz de Fora.[19]

História

As origens de Juiz de Fora remontam a época do Ciclo do Ouro, portanto confundem-se com a história de Minas Gerais.

Devido à dificuldade de acesso à região do atual município, o lugar permaneceu praticamente intocado até o século XIX.

Zona da Mata, então habitada apenas pelos índios puris e coroados, foi desbravada com a abertura do Caminho Novo, estrada construída em 1707 para o transporte do ouro da região de Vila Rica (Ouro Preto) até o porto do Rio de Janeiro.

 Palácio Barbosa Lima, sede da Câmara Municipal, em 2011 – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

O município de Santo Antônio do Paraibuna desmembrou-se de Barbacena em 31 de maio de 1850, e elevado a Cidade do Paraibuna em 1856.[21][22]

Em 1865 a Cidade do Paraibuna passa a se chamar Juiz de Fora.[21]

O curioso nome de Juiz de Fora gera muitas dúvidas quanto à sua origem.

juiz de fora era um magistrado nomeado pela Coroa Portuguesa para atuar onde não havia juiz de direito.

A versão mais aceita pela historiografia admite que um desses magistrados hospedou-se por pouco tempo em uma fazenda da região, passando esta a ser conhecida como a Sesmaria do Juiz de Fora.

Mais tarde, próximo a ela, surgiria o povoado.

A identidade exata e a atuação dessa personagem na história local ainda são polêmicas.[14]

Avenida Rio Branco, em 1928 – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Uma personalidade de grande importância no município foi o engenheiro alemão Heinrich Wilhelm Ferdinand Halfeld (Henrique Guilherme Fernando Halfeld), que empresta seu nome a uma das principais ruas do comércio local e ao parque situado no centro da cidade, no cruzamento da mesma rua Halfeld e a Avenida Barão do Rio Branco, entre o prédio da FUNALFA (Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage) , a Câmara dos Vereadores e o Fórum da Comarca.

Detalhes da arquitetura da Rua Halfeld – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Halfeld, após realizar uma série de obras a serviço do Estado Imperial Brasileiro, acaba por fixar residência na cidade, envolve-se na vida política, constrói a Estrada do Paraibuna e promove diversas atividades no município, sendo considerado um de seus fundadores.[14]

Geografia

A área do município é de 1 429,875 km², representando 0,245% do território mineiro, 0,1554% da área da região Sudeste do Brasil e 0,0169% de todo o território brasileiro.[33]

Desse total 317,74 km² estão em perímetro urbano.[9]

É ainda o município mais extenso da Zona da Mata.[9]

Parque do Museu Mariano Procópio – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Juiz de Fora está localizada na Mesorregião da Zona da Mata e Microrregião de Juiz de Fora. O município limita-se ao norte com Santos Dumont e Ewbank da Câmara; a nordeste, com Piau e Coronel Pacheco; a leste, com Chácara e BicasPequeri; a Sudeste, com Santana do Deserto; ao sul com Matias Barbosa e Belmiro Braga; a sudoeste, com Santa Bárbara do Monte Verde; a oeste, com Lima Duarte e Pedro Teixeira e a noroeste com Bias Fortes.

A cidade está a aproximadamente 310 quilômetros de Belo Horizonte, a capital mineira.[34]

O relevo de Juiz de Fora é bem acidentado, correspondendo geomorfologicamente à Unidade Serrana da Zona da Mata, pertencente à Região Mantiqueira Setentrional.

A altitude máxima é de 998 m. nas proximidades da serra dos Cocais e a mínima fica em 470 m no Rio Santo Antônio. A sede está em uma altitude de 677,2 m.[34]

Cerca de 2% do território juiz-forano é plano, 15% das terras são típicos de serras e os 83% restantes o terreno são mares de morro.[34]

Aeroportos

Aeroporto Regional – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

A cidade é servida por dois aeroportos:

Aeroporto Francisco Álvares de Assis (IATA: JDF, ICAO: SBJF). Conhecido também por Aeroporto da Serrinha, foi inaugurado em 1958. Possui capacidade para 37 000 passageiros e desde 2007 é administrado pela Sinart.[117] Está a 7 km do centro da cidade; Atualmente, não possui nenhuma operação de voos comerciais.

Aeroporto Regional da Zona da Mata (IATA: IZA, ICAO: SBZM). O Aeroporto Presidente Itamar Franco é o segundo maior do estado de Minas Gerais com uma pista de 2.530 metros e uma capacidade para 750 000 passageiros, atende principalmente à cidade de Juiz de Fora[118], estando situado a 40 km do centro. Iniciou suas operações de voos comerciais de passageiros em agosto de 2011 e hoje conta com voos diretos para Campinas (Aeroporto Internacional de Viracopos), São Paulo (Aeroporto de Congonhas e Guarulhos) e Belo Horizonte (Confins) . Foi construído com o objetivo de atender as microrregiões exportadoras da Zona da Mata, como Juiz de Fora, Ubá, Rio Pomba, Muriaé, Barbacena, São João del-Rei e Viçosa, além de servir como terminal comercial de passageiros em substituição ao Aeroporto Francisco de Assis (Serrinha), em Juiz de Fora.

Cine-Theatro Central, decorado em Dezembro para os festejos de Natal – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Cultura e lazer

A cultura da cidade é constituída por uma mistura das culturas de diferentes povos que vieram compor a população, como os portugueses, os negros, os imigrantes alemães, italianos, sírios e libaneses.[65]

A cidade foi o centro cultural do estado até a década de 1920.[1]

Universidade Federal de Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Turismo

O município possui diversas atrações turísticas.

Entre os pontos mais visitados estão seus museus, como o Museu Mariano Procópio e o Museu de Arte Moderna Murilo Mendes.

Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES-JF), dois de seus cinco campus na cidade (MG) – 167 Anos.

De acordo com a prefeitura, existem na cidade 41 pontos turísticos (como fazendastrilhascachoeiras); 10 museus; sete teatros e três cinemas.[18]

Atual sede da prefeitura, no centro da cidade, em 2011. À esquerda, do outro lado da linha férrea, localiza-se a Praça Doutor João Penido – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Entre as principais atrações turísticas da cidade estão:

  • Rua Halfeld: A principal rua da cidade, com cafés, cinemas, galerias e lojas. Nela se localizam o painel “Cavalinhos”, de Portinari, no Edifício Clube Juiz de Fora, o Parque Halfeld, com coreto, parque infantil e árvores centenárias, a Câmara Municipal e o Cine-Theatro Central.[135]
  • Cine-Theatro Central: Inaugurado em 30 de março de 1929, é um dos mais importantes teatros mineiros. Tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, foi restaurado e reinaugurado em 1996.[136]
  • Morro do Imperador: Conhecido também como Morro do Cristo ou Morro da Liberdade, o Morro do Imperador, a 923 m do nível do mar, é um dos pontos mais altos de Juiz de Fora. Além de um mirante e uma capela centenária, lá encontra-se também uma torre helicoidal, primeira do tipo na América do Sul, que serviu à TV Industrial, emissora pioneira em geração de imagens no interior brasileiro.[139]

Catedral – Juiz de Fora (MG) – 167 Anos.

Costumes, artes e eventos

Uma das principais manifestações culturais de Juiz de Fora, assim como no Brasil, é o Carnaval.

O evento teve seus primórdios na época da emancipação da cidade.

Ao final da década de 1930, até a década de 1960, o auge do Carnaval mudou de foco e a festa nos clubes pairou sobre Juiz de Fora.

Além dos tradicionais Club Juiz de Fora, Sport, Clube Bom Pastor e Dom Pedro II, os bailes carnavalescos se expandiam para todo o lado, incluindo o Clube dos Planetas, dos Grafos, do Elite, Tupynambás, Tupi, Associação do Empregados do Comércio e o Círculo Militar.[19]

Instituto Estadual de Educação de Juiz de Fora, como passou a se chamar, desde 1965, a Escola Normal Oficial de Juiz de Fora fundada em 1928 (MG) – 167 Anos.

9 ▒ GALERIA de FOTOS

10 ▒ CRÉDITOS

Datas, fatos e os nascimentos mais importantes no Brasil e no Mundo, em todos os dias do ano, ilustrado com fotos e curiosidades.

SITE ► acontecimentosdodia.com

FONTE PRINCIPAL ► WIKIWAND

OUTRAS FONTES de PESQUISA:

Cidades IBGEFilmowAdoro CinemaBIO (facebook)GShowAniv.DiaAniv.FamososHistoryHistory (facebook)

Paul Sampaio, perfil, 1  Paul Sampaio – Autor

PESQUISA e REALIZAÇÃO

Escrito por Paul Sampaio

PAUL SAMPAIO CHEDIAK ALVES é professor, locutor, apresentador de rádio e TV, web designer e diretor fundador da REDE SAMPAIO de Televisão e Sites.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s